A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

04/10/2016 09:47

Paulo Duarte condena provocação de grupos adversários após eleição

Priscilla Peres
Atual prefeito da cidade comentou sobre provocações em frente a sua casa. (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)Atual prefeito da cidade comentou sobre provocações em frente a sua casa. (Foto: Anderson Gallo/Diário Corumbaense)

Em Corumbá - distante 419 km de Campo Grande, não tem segundo turno (o número de 70.547 eleitores não é suficiente), mas o clima tenso da eleição continua. O prefeito Paulo Duarte (PDT), derrotado no domingo, foi alvo da ira de grupos adversários assim que a apuração dos votos foi concluída.

De acordo com Paulo, pessoas que comemoravam a vitória de outro candidato passaram em frente a sua casa fazendo xingamentos, jogando pedras e soltando rojões dentro da residência, onde estava a mãe, esposa e filhos do prefeito. Paulo Duarte perdeu a eleição para o ex-prefeito Ruiter Cunha (PSDB), mas em nenhum momento da entrevista cita o oponente.

Ao site Diário Corumbaense, Paulo classificou a atitude como covarde e lamentável. "Há pessoas que não sabem o que é o jogo democrático. Você disputa eleição, ganha e perde. Disputei quatro, ganhei três e perdi uma. Mas, nunca tive comportamento assim”, declarou.

Ele afirma que se situações como essa voltarem a acontecer, a polícia será procurada. "Orientei as pessoas que trabalham comigo, que se forem agredidas, que denunciem imediatamente, isso é coisa de marginal. Não é disputa de processo eleitoral, é inadmissível que se confunda eleição com guerra", destaca Duarte.

Quanto ao processo de transição de mandato, ele afirma que se limitará a cumprir com a lei. "“Vou fazer aquilo que a lei manda. O que a lei mandar fazer, eu vou fazer, simples. Somente isso, mais nada. Vou cumprir a lei, como tenho feito no meu governo".



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions