ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, TERÇA  28    CAMPO GRANDE 21º

Interior

Pedreiro é condenado a 15 anos por estuprar a sobrinha de 10 anos na casa da avó

Menina morava com os pais na casa do tio e só conseguiu contar que era abusada após se mudar de casa

Por Mirian Machado | 20/05/2022 12:56
Município de Aquidauana, cidade onde crime aconteceu. (Foto: prefeitura de Aquidauana)
Município de Aquidauana, cidade onde crime aconteceu. (Foto: prefeitura de Aquidauana)

Um pedreiro, de 46 anos, foi condenado a 15 anos e 5 dias de reclusão em regime fechado por estuprar a sobrinha de 10 anos na casa da avó, mãe do criminoso, em Aquidauana, a 135 km de Campo Grande.

O crime aconteceu entre setembro de 2015 e fevereiro de 2016, porém a sentença foi dada na quarta-feira (18), sem direto de recorrer a liberdade.

Os abusos aconteceram ao menos 8 vezes. Na época com dez anos, ela havia ido morar com os pais na casa da avó materna, mãe do estuprador, onde ele também morava.

Em um dos casos, a menina estava sozinha na casa fazendo o irmão de 4 anos dormir, quando o tio se aproveitou para passar as mãos sobre o corpo dela, tocando os seios e a vagina. O mesmo ato ocorreu outras 7 vezes, em metade delas, o abuso era por baixo da roupa. Relatou ainda que só não houve conjunção carnal, pois sempre ameaçava gritar. Os crimes aconteciam sempre quando a avó estava nos fundos da residência e os pais da menina trabalhando.

Apesar não ter diretamente a ameaçado, ela afirma que tinha medo dele, porque pedia para não contar a ninguém.

O caso só foi descoberto após a vítima mudar de casa. A avó paterna disse que percebeu o comportamento estranho da neta, que só foi piorando, até que após insistir muito, a menina acabou contando.

Nos siga no Google Notícias