ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUINTA  18    CAMPO GRANDE 15º

Interior

PM de folga vê assalto em frente de casa e evita roubo de moto na fronteira

Caso ocorreu às 11h de hoje, em Ponta Porã; três bandidos cercaram trabalhador no meio da rua para roubar moto

Por Helio de Freitas, de Dourados | 30/08/2018 16:14
Bandidos abandonaram moto após policial abortar assalto (Foto: Porã News)
Bandidos abandonaram moto após policial abortar assalto (Foto: Porã News)

Um policial militar de folga impediu o roubo de uma moto Honda Bros ano 2018 por volta de 11h de hoje (30) em Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande, na fronteira com o Paraguai. Três assaltantes cercaram o motociclista e o obrigaram a abandonar a moto.

Quando se preparavam para fugir, o PM saiu do quintal da casa com a arma na mão e gritando que era policial. Os dois assaltantes que estavam em outras motocicletas correram e o bandido que pegou a moto roubada largou o veículo e fugiu a pé, como mostra o vídeo abaixo.

A tentativa de assalto ocorreu na Rua Isabelino Novaes, perto do ginásio poliesportivo. Imagens gravadas por uma câmera de segurança mostram o momento em que Ricardo Malaquias Neto, 42, é cercado pelos três assaltantes em duas motos.

O homem que estava na garupa de uma das motos parte para cima da vítima e desfere socos em Ricardo. Ele larga a moto e corre. Em seguida o policial José Fernando Gomes aparece no portão da casa e com arma na mão corre atrás dos assaltantes.

Ricardo disse que os assaltantes estavam armados e ameaçaram atirar nele se não entregasse a moto. Ele afirmou que a atuação do policial impediu que fosse morto pelos assaltantes, já que os bandidos ameaçavam atirar nele se não entregasse a chave com o controle do alarme.

Ponta Porã enfrenta uma onda de crimes, principalmente roubo de motos, que são levadas para o outro lado da fronteira.

Nas redes sociais, moradores elogiaram a ação do policial, mas lamentaram que ele não tivesse atirado nos assaltantes. “Deveria ter tirado na cabeça”, escreveu um morador em um grupo de Whatsapp.

Nos siga no Google Notícias