A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 24 de Maio de 2017

11/05/2011 06:58

Polícia ainda não tem pistas de quem matou empresário em Dourados

Francisco Júnior

Falta de testemunha dificulta investigação

Depois de mais de duas semanas, a Polícia Civil de Dourados ainda não tem pistas dos assassinos do empresário Elzevir Padoin, morto em frente de sua casa no dia 26 de abril deste ano.

De acordo com o delegado que investiga o caso, João Alves, vários depoimentos foram colhidos, mas nenhum indica um motivo para a execução do empresário. “Nós ouvimos os familiares da vítima e eles disseram não saber de ameaça, dívida, chantagem, nada que envolvia o empresário”, afirmou o delegado.

Conforme o delegado, algumas informações repassadas para a polícia ainda serão checadas. “Estamos investigando com as informações que temos. Não tenho prazo para finalizar esse inquérito”, ressaltou.

Segundo João Alves, a falta de uma testemunha que tenha presenciado o crime dificulta as investigações. “Ninguém presenciou o crime, não temos imagens, então isso dificulta nosso trabalho”.

O empresário foi morto por volta das 18 horas do dia 26 de abril, quando chegava em sua casa localizada na Rua Olinda Pires de Almeida, próximo a Rua Hayel Bon Faker , bairro BMH 3º Plano, região nobre de Dourados. Ele estava saindo do veículo Toyota Corolla, HTH 1818, e foi atingido por seis disparos, sendo que dois atingiram a cabeça de Elzevir, que morreu no local.

Elzevir Padoin era réu no processo do caso conhecido como “Campina Verde”, nome dado pela Policia Federal à operação desencadeada em 2005 em alusão ao nome da cerealista acusada de encabeçar um esquema de sonegação de impostos.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions