A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

17/12/2014 13:01

Polícia ainda não tem pistas do casal que desapareceu em estrada vicinal

Luciana Brazil
Casal sumiu na noite de domingo, entre as cidades de Maracaju e Dourados. (Foto: Reprodução/ Facebook)Casal sumiu na noite de domingo, entre as cidades de Maracaju e Dourados. (Foto: Reprodução/ Facebook)

Apesar das buscas incessantes, a Polícia Civil ainda não tem pistas do casal que desapareceu na noite do último domingo (14), próximo a Itaporã, a 227 quilômetros de Campo Grande. Marco Antonio Duarte Landrin, de 39 anos, e Vilma Santana Toldato, de 35 anos, desapareceram quando retornava de Dourados para Maracaju, cidade onde moram. A perícia já descartou a hipótese de pane elétrica ou acidente para o fogo que destruiu o veículo Fiat Uno do casal.

O carro foi encontrado, por volta da meia noite, em uma estrada vicinal, próximo ao distrito de Montese, em Itaporã. O delegado Ricardo Bernadinelli, responsável pelo caso, disse ao Campo Grande News que o fogo começou no banco de trás, de acordo com a perícia, e foi intencional.

Familiares e amigos já foram ouvidos, mas até o momento não há indícios do paradeiro do casal. Amigos de Nova Alvorada do Sul também já prestaram depoimento. A polícia intensificou as buscas em toda região de Dourados e também no distrito de Montese, e já rastreou parte do trajeto feito pelos dois. 

Sumiço- Vilma e Marco Antônio participaram de uma confraternização na hora do almoço, na casa de parentes, em Dourados, a 233 quilômetros de Campo Grande. Por volta das 21 horas, eles decidiram retornar para Maracaju. O sumiço das vítimas aconteceu no caminho entre as duas cidades. A polícia já sabe também que Vilma era quem dirigia o veículo, já que Marco Antônio consumiu bebida alcoólica durante a festa.

Família espalha cartazes oferecendo recompensa por informações sobre o paradeiro dos dois. (Foto: Dourados Agora)Família espalha cartazes oferecendo recompensa por informações sobre o paradeiro dos dois. (Foto: Dourados Agora)

Segundo o delegado, o casal deu um telefone para a filha, às 21h03, avisando que dentro de uma hora estaria em casa, mas eles não chegaram ao destino. O veículo em que viajavam foi encontrado incendiado, por volta de meia noite de domingo.

Imagens de câmeras de segurança em Dourados, mostram o casal deixando a cidade sem nenhuma anormalidade. “O carro deles é visto várias vezes, tudo dentro da normalidade. Na saída de Dourados, vemos o carro em velocidade normal”, disse o delegado Ricardo.

De acordo com depoimentos, o casal não tinha problemas familiares ou com terceiros, como afirmou o delegado Ricardo. Desesperada, a família está espalhando cartazes, oferecendo recompensa por qualquer informação.

A polícia confirma que foi encontrado sangue na porta dianteira do passageiro, mas ainda não foi possível identificar o DNA. O fogo e também a chuva podem ter prejudicado a coleta de vestígios no local onde estava o veículo. O delegado garante que buscas minuciosas foram feitas na região para coleta de provas que levem até o paradeiro de Vilma e Marco Antônio.

“Antes de retornar para casa, o casal iria para Paraguai, mas eles desistiram”, disse o delegado. A polícia não descarta as hipóteses de cativeiro e também que os dois já estejam mortos.

Adolescente é espancado e morto por colegas de cela em Unei
Adolescente de 15 anos foi encontrado morto em uma das celas da Unei (Unidade Educacional de Internação) de Três Lagoas, distante 326 km de Campo Gra...
Homem de 50 anos morre em disputa por estabelecimento comercial
Um homem de 50 anos foi morto a tiros, na noite de ontem (23), em um bar da Vila Carmem, no município de Rio Verde, a 204 km de Campo Grande. Aldo Jo...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions