A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017

28/07/2017 08:46

Polícia Civil flagra rinha de galos na casa de traficante de drogas

Ricardo Campos Jr.
Galos usados em rinha encontrados na casa de traficante (Foto: Diário Online)Galos usados em rinha encontrados na casa de traficante (Foto: Diário Online)

Walter Victório da Silva, 54 anos, foi preso por tráfico de drogas e crime ambiental por manter uma rinha de galos em casa. O flagrante aconteceu em Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande, e fez parte de uma série de ações do SIG (Serviço de Investigações Gerais) da Polícia Civil que terminaram com três bocas de fumo fechadas, três presos e a apreensão de drogas, arma e dinheiro.

Segundo informações do Diário Online, os investigadores receberam denúncias de que o suspeito aproveitava o movimento de bares e casas de shows para vender drogas. A equipe montou campana na esquina das ruas Ladário e Joaquim Murtinho e flagrou o momento em que ele entregou entorpecentes a usuários.

Ao ser abordado, Walter tentou se livrar de uma bolsa que carregava consigo contendo os produtos ilícitos que vendia. Dentro dela havia 74 porções de pasta base, 45 de maconha, pedras de cocaína e R$ 82 em notas de baixo valor.

Na casa dele, foram encontrados mais drogas, além de equipamentos para a produção das porções. Também foi apreendida uma pistola calibre ponto 380 e munições. A polícia localizou também uma rinha de galos. Havia vários animais no local, espaço para treinamentos e arena de brigas. Por isso, além do tráfico, ele vai responder por crime ambiental.

Materiais apreendidos durante ação policial (Foto: Diário Online)Materiais apreendidos durante ação policial (Foto: Diário Online)

Operação - No bairro Aeroporto, em um local conhecido como “Boca do Banana”, a polícia prendeu Wellington Xavier Castello por tráfico. Com ele foram encontradas porções de pasta-base, papel usado para embalar droga, peneira e tesoura.

No bairro Popular Velha, a polícia se deparou com uma casa equipada com sistema de videomonitoramento que segundo denúncias seria ponto de venda de entorpecentes. A equipe ficou vigiando por alguns instantes e constatou movimentação característica desse tipo de local.

Salomão dos Santos Lauro, de 38 anos, era o responsável pela boca. Os agentes entraram no imóvel e encontraram porção de pasta-base, parte escondida dentro dos pés de uma cadeira. No total, a droga pesou 108,8 gramas, o suficiente para a preparação de aproximadamente 330 papelotes, segundo o Diário Online.

No local foram apreendidos equipamentos usados no preparo de porções de drogas e até uma granada de mão desativada de uso militar, além de um soco inglês e cédulas de identidade “penhoradas” por usuários de drogas.

Salomão monitorava o exterior da casa pelas câmeras, cuja central ficava em um dos cômodos da residência.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions