A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Outubro de 2019

16/01/2018 14:50

Polícia investiga se corpo achado em carro é de engenheiro que matou ex

Crime aconteceu na noite de domingo em Três Lagoas. Desde então, o suspeito é considerado foragido

Geisy Garnes
Halley foi morta pelo ex-marido, no fim da tarde de ontem (Foto: reprodução/Facebook)Halley foi morta pelo ex-marido, no fim da tarde de ontem (Foto: reprodução/Facebook)

A polícia investiga se o corpo de um homem, encontrado na tarde desta terça-feira (16) em Castilho, cidade do interior de São Paulo que faz fronteira com Três Lagoas, é do engenheiro Renato Bastos Ottoni, 62 anos, principal suspeito de matar a ex-mulher Halley Coimbra Ribeiro Junqueira a tiros na noite de domingo (14).

De acordo com a Polícia Civil de Castilho, o homem foi encontrado já sem vida dentro de um veículo Chevrolet Cruze, o mesmo modelo usado pelo suspeito para fugir da casa da ex-mulher após o crime. O carro estava em uma estrada vicinal, na região da Vila dos Operadores

Ainda não há detalhes do caso, mas a suspeita é que a vítima tenha cometido suicídio. Conforme apurado pela Campo Grande News, a delegada Letícia Mobis Alves, titular da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) e responsável pela investigação da morte de Halley, foi para a cidade - localizada a 30 quilômetros de Três Lagoas - verificar a informação.

Carro supostamente do empresário foi encontrado em uma estrada vicinal (Foto: Ricardo Ojeda)Carro supostamente do empresário foi encontrado em uma estrada vicinal (Foto: Ricardo Ojeda)

A polícia da cidade também não confirmou se a vítima realmente é Renato Bastos, mas afirmou a suspeita. O empresário estava foragido desde a noite do crime e estava com mandado de prisão decretado. O pedido pela preventiva foi feito pela delegada da DAM ainda nesta segunda-feira, e o mandado expedido pela justiça de Três Lagoas.

Assassinato - Conforme boletim de ocorrência, a filha da vítima de 15 anos contou que estava no quarto, quando ouviu disparos de arma de fogo e a mãe pedindo “pelo amor de Deus para o autor não atirar”. Em seguida, a adolescente ouviu um terceiro disparo e um barulho no interfone, indicando que alguém abria o portão. Ela, então, saiu do cômodo e encontrou a mãe caída na cozinha embaixo de uma poça de sangue na região da cabeça. Já o padrasto, havia fugido com o veículo Cruze, de cor cinza.

Halley foi sepultada nesta segunda-feira (15) no cemitério do município e o enterro reuniu dezenas de pessoas entre familiares e amigos. (Matéria editada para acréscimo de informação)

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions