A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 23 de Agosto de 2019

23/01/2019 15:13

Polícia investiga se golpista "das antigas" levou R$ 16 mil de idosa

Conhecido da polícia, Valfrido Gonzales Filho é investigado por aplicar 58 golpes parecidos

Guilherme Henri
Nos fundos delegado Wellignton e Valfrido em primeiro plano durante entrevista (Foto: Cleber Gellio/Arquivo Campo Grande News)Nos fundos delegado Wellignton e Valfrido em primeiro plano durante entrevista (Foto: Cleber Gellio/Arquivo Campo Grande News)

A Polícia Civil investiga se Valfrido Gonzales Filho – investigado por aplicar 58 golpes do “falso médico - voltou a agir mesmo de dentro do presídio em Dourados - a 233 km da Capital. Isso porque, mulher de 64 anos perdeu R$ 16 mil, na semana passada, em golpe idêntico ao que o estelionatário aplicava.

A informação foi divulgada pelo delegado Wellington de Oliveira, responsável em esclarecer a maioria dos casos em 2015. Segundo ele, um homem ligou para a vítima e se passou por médico do marido dela, em Dourados.

Na ligação, o falso médico persuadiu a mulher em fazer depósitos em uma conta bancária, resultando no prejuízo citado.

“Um dos métodos de investigação da polícia é fazer a comparação dos casos para encontrar ligações entre eles. Não há como comprovar ainda se foi Valfrido ou outro estelionatário. O que temos certeza é que o golpe aplicado foi idêntico ao que ele aplicava, o que o coloca na situação de suspeito”, detalha o delegado.

Alerta - Histórico de investigações mostram que os golpistas que se passam por médicos ligam nas áreas onde ficam armazenadas informações clínicas dos pacientes e com os dados de pessoas internadas em mãos, os estelionatários acionam os familiares, por telefone, pedindo depósitos de valores referentes a falsos tratamentos e com descontos.

Por isso, e diante do novo caso, a Polícia Civil orienta que funcionários de hospitais e clínicas em geral não passem informações de pacientes, estado de saúde, ou mesmo cronograma de cirurgias, já que são estas as informações usadas pelos golpistas.

Outra recomendação é que os familiares tenham a certeza que estão conversando de fato com o médico responsável, pois não é comum médicos entrarem em contato telefônico para expor situações graves de saúde.

Golpista "famoso" - Preso desde 2012, Valfrido Gonzales Filho já se passou por médico, advogado, delegado, desembargador, supervisor de hospitais, padre, pastor e vereador.

Na época, em entrevista o estelionatário revelou preferência pelos golpes em que assume identidade de padre e pastor, por ser mais fácil de conseguir enganar as pessoas. A fala foi pontuada por risos. Pelos casos, ele já "coleciona" pelo menos quatro condenações na Justiça.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions