A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

08/03/2019 21:39

Polícia não descarta homicídio na morte de funcionário em frigorífico

Suicídio também é uma das linhas de investigação sobre o caso

Adriano Fernandes e Helio de Freitas
Máquina é responsável pelo processamento de embutidos. (Foto: DivulgaçãoPC) Máquina é responsável pelo processamento de embutidos. (Foto: DivulgaçãoPC)

A Polícia Civil não descarta a possibilidade de homicídio, no caso do funcionário que morreu preso a uma máquina de um frigorífico de frangos em Eldorado – a 447 quilômetros de Campo Grande-, na tarde desta quinta-feira (07).

Rodrigo Lopes, de 33 anos, foi “sugado” pela máquina enquanto lançava os temperos para os embutidos produzidos no equipamento. Outra linha de investigação, ainda segundo o delegado Pablo dos Reis, responsável pelo caso, é de suicídio.

“A possibilidade de crime existe sim, não estamos descartando nada. Estamos considerando três frentes de investigação: um acidente, suicídio ou até um próprio homicídio”, pontuou. Pablo, contudo, ressalta que os trabalhos ainda estão em fase inicial, mas que alguns colegas de trabalho do rapaz já foram interrogados.

Rodrigo estava sozinho no setor onde foi encontrado morto, mas pelo menos outros dois funcionários trabalhavam ao lado. “Um deles até relatou ter visto a perna do rapaz para o alto enquanto era sugado pela máquina”, acrescentou.

Apesar de ter câmeras espalhadas em vários setores da instalação a situação não foi gravada, pois os equipamentos estão em fase de instalação. “Uma das câmeras, inclusive, está localizada acima da máquina, mas não está funcionando”, conclui o delegado.

Caso - Conforme o boletim de ocorrência sobre o caso, Rodrigo lançava os temperos para os embutidos produzidos no equipamento, quando foi “sugado” e morreu preso às peças da máquina.
O frigorífico de frangos pertence a Bello Alimentos e fica às margens da BR-163.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions