ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  05    CAMPO GRANDE 29º

Interior

Polícia prende ex-detento que matou outro por vingança

Crime aconteceu em junho e desde então o suspeito negava participação; José Carlos Rodrigues Oliveira foi detido em supermercado

Por Maressa Mendonça | 09/07/2020 12:43
Polícia cumpre mandado de prisão contra ex-detento que matou outro em Naviraí (Foto: Divulgação)
Polícia cumpre mandado de prisão contra ex-detento que matou outro em Naviraí (Foto: Divulgação)


A Polícia Civil prendeu, no fim da manhã desta quinta-feira (9), o ex-detento José Carlos Rodrigues Oliveira acusado de matar a tiros Cícero Adriano de Oliveira em junho deste ano. O crime aconteceu em Naviraí, distante a 366 quilômetros de Campo Grande, e foi motivado por vingança.

No dia 10 de junho, Rodrigues e Cícero, que também era ex-detento, trabalhavam em obras na cidade, por meio de um projeto para remissão de pena, quando discutiram. Cícero teria acertado Rodrigues com uma enxada.

Irritado, Rodrigues procurou um hospital e ficou sob observação, mas não quis registrar boletim de ocorrência contra o agressor. Ao invés disso, assim que deixou a unidade de saúde ele foi até a casa de Cícero e o chamou.

Cícero foi morto com tiro na cabeça (Foto: Umberto Zum/Ta Na Mídia Naviraí)
Cícero foi morto com tiro na cabeça (Foto: Umberto Zum/Ta Na Mídia Naviraí)

Quando Cícero saiu para ver o que havia ocorrido foi atingido com um tiro na cabeça e morreu antes mesmo da chegada do socorro. Rodrigues fugiu em seguida.

Conforme as informações do delegado Thiago De Lucena, a prisão de Rodrigues é resultado de investigações feitas pela Polícia Civil. Poucos dias após o crime, ele tinha se apresentado na delegacia negando qualquer participação na morte de Cícero.

Rodrigues não foi preso na ocasião, mas as investigações continuaram e ficou comprovada a participação do criminoso.  Com isto, a Justiça emitiu dois mandados, um prisão e outro de busca e apreensão.

Nesta quinta-feira (9), investigadores fizeram buscas na casa de Rodrigues, mas não conseguiram achar a arma do crime. Ele foi preso em um supermercado da cidade.