A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

07/10/2016 08:15

Político paraguaio que ameaçou prefeito de MS é liberado após depoimento

Suplente de deputado do Partido Colorado, Carlos Rubén Sánchez tinha sido preso quarta-feira ao visitar Jarvis Pavão

Helio de Freitas, de Dourados
Carlos Rubén Sánchez, o Cicharon, tinha sido preso na quarta (Foto: ABC Color)Carlos Rubén Sánchez, o "Cicharon", tinha sido preso na quarta (Foto: ABC Color)

O suplente de deputado do Partido Colorado do Paraguai Carlos Rubén Sánchez, o "Cicharon", acusado de armar uma emboscada ao prefeito eleito de Coronel Sapucaia (MS), Rudi Paetzold (PMDB), na semana anterior à eleição, ficou apenas um dia na prisão.

Preso quarta-feira (5) em Assunção, capital do Paraguai, ao visitar o narcotraficante brasileiro Jarvis Gimenes Pavão, que cumpre pena naquele país, Carlos Sánchez foi transferido para Capitán Bado, cidade vizinha de Coronel Sapucaia.

Ontem à tarde, após prestar depoimento sobre o vídeo em que aparece junto a vários homens armados cercando a caminhonete de Rudi Paetzold, o político paraguaio foi liberado pelo promotor Hernán Ricardo Mendoza.

De acordo com o jornal ABC Color, o promotor afirmou que ordenou a prisão de Carlos Sánchez apenas para que ele prestasse esclarecimentos sobre a suposta emboscada.

Em um vídeo divulgado na internet, é possível ver pelo menos seis homens armados com pistolas ameaçando Rudi Paetzold. Dentro do carro, que era blindado, e ao lado de familiares, Rudi falava aos pistoleiros: “atira, atira”, enquanto os homens se aproximavam e apontavam as armas, mas não chegaram a atirar.

Os pistoleiros teriam cercado a caminhonete a mando de "Chicharon", por motivação política.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions