A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

03/05/2016 21:15

Prazo para desocupar fazenda vence, mas famílias prometem resistir

Nyelder Rodrigues

As famílias que ocupam desde o fim de dezembro do ano passado a fazenda Bordon, em Nova Alvorada do Sul - município localizado a 120 km de Campo Grande -, afirmam que vão resistir a uma possível ação policial para desocupação do local, que conforme determinação da Justiça, deve ocorrer na manhã desta quarta-feira (4).

"Vamos resistir até o extremo. A dívida dessa área é muito alta para alguém dizer que ela tem dono, por isos não vamos sair", explica um dos líderes dos movimentos que ocupam o local, Claudinei Monteiro, de 37 anos. A área fica no KM 394 da BR-163, a apenas 30 km da cidade de Nova Alvorada do Sul.

Claudinei afirma que o grupo recebeu a intimação judicial há 30 dias, ordenando a saída dali. O prazo venceu e há cinco dias um oficial de justiça foi ao local constatam a não desocupação e também avisar a data da ação policial. "Às 7 horas a tropa de choque vai vir para cumprir a reintegração de posse", explica.

Porém, em contato com o comandante do BPChoque (Batalhão de Polícia Militar de Choque), Marcos Paulo Gimenez, ele afirma desconhecer tal determinação. A reportagem tentou contato também com a PF (Polícia Federal), mas não conseguiu. Atualmente, 150 famílias estão acampadas na fazenda, pedindo que ela seja convertida em assentamento da reforma agrária.

Os movimentos sociais que participam da ocupação são o MAF (Movimento de Agricultura Familiar), MAC (Movimento de Agricultura Camponesa), FNL (Força Nacional de Luta) e MSTB (Movimento Sem Terra Brasileiro), que formam uma coalizão de movimentos para ocupar a área em questão.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions