A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 13 de Outubro de 2019

04/12/2014 18:07

Prefeitura terá que pagar indenização de R$ 10 mil a estudantes vítimas de trote

Liana Feitosa

A Prefeitura de um município do interior de Mato Grosso do Sul precisará pagar indenização de R$ 10 mil a alunos que foram vítimas de trote em viagem para participar de campeonato de futsal. A decisão do Tribunal de Justiça negou recurso pedido pelo município e deu provimento ao recurso apresentado pelo professor de educação física que acompanhou os alunos.

A prefeitura alegou que não patrocinou os alunos da rede municipal na viagem esportiva e que, por isso, não pode ser responsabilizada pelos atos praticados pelo educador físico. O município também alegou que a viagem teve cunho particular porque estava vinculada apenas à pessoa física do professor que acompanhou os estudantes.

Além disso, argumenta que os abusos durante o trote foram causados por pessoas sem ligação com o quadro de funcionários da prefeitura e que, portanto, o município não poderia ser responsabilizado.

Professor - Por outro lado, o professor de educação física alega que o município forneceu o transporte e o motorista para levar os alunos para participarem do campeonato esportivo e, por isso, consentiu com a participação no campeonato.

Para o relator do processo, o desembargador Sideni Soncini Pimentel, se as viagens esportivas eram comuns, os pais tinham a confiança necessária no professor para autorizar que seus filhos participassem dos eventos.

Decisão - “Sendo incontroverso que o Município forneceu transporte para os alunos participarem do evento e que estes foram acompanhados por professor vinculado ao quadro de funcionários do município, que normalmente acompanhava nas viagens esportivas, é inegável a responsabilização do Município pelos danos causados à integridade física desses alunos”, escreveu o desembargador em seu voto.

Por fim, Pimentel argumenta que não revisará a decisão quanto ao valor da indenização, pois o evento foi definido como moralmente lesivo, fugindo à normalidade e ao tolerável.

"Neste caso, considera que o montante deve ser majorado, pois além de ter sofrido com o vexame a que foi submetido no suposto trote, consistente em passar pasta de dente nas partes íntimas do então menor, este acabou sendo internado com febre, vômitos e diarreia, ficando internado", consta no texto publicado pelo TJ.

Três pessoas são mortas em fazenda; vítima baleada na boca consegue fugir
Três pessoas foram mortas na tarde deste domingo (13) em uma propriedade rural de Corumbá –a 419 km de Campo Grande–, de onde uma quarta vítima, bale...
Populares encontram homem esfaqueado e desorientado caído em rua da Vila Bela
Equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Coxim –a 260 km de Campo Grande– socorreu no início da noite deste domingo (13) um homem...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions