ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUINTA  26    CAMPO GRANDE 30º

Interior

Preso terceiro envolvido no sequestro de diretora e secretário de escola

Claudeir Soares dos Santos, de 22 anos, confessou a sua participação no crime

Por Adriano Fernandes | 24/01/2022 22:31
Suspeito sendo colocado em viatura da polícia. (Foto: Diário Corumbaense)
Suspeito sendo colocado em viatura da polícia. (Foto: Diário Corumbaense)

A Polícia Civil prendeu o terceiro envolvido no sequestro da diretora-adjunta, de 57 anos, da Escola Municipal José de Souza Damy, em Corumbá, e o secretário da unidade de ensino, de 33 anos. Os servidores estavam na escola, no horário de trabalho, quando foram rendidos, sequestrados e depois deixados em uma área de mata no último dia 5 de janeiro.

Claudeir Soares dos Santos, de 22 anos, foi encontrado por investigadores do SIG (Setor de Investigações Gerais) da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Corumbá e da delegacia de Ladário, na última sexta-feira (21), em uma casa no Bairro Guatós, parte alta da cidade. Ao portal Diário Corumbaense, o delegado responsável pelo caso, Jhonny Garcia Trindade Montei, confirmou que Claudeir confessou a participação no crime.

O jovem foi identificado através das imagens do circuito interno de segurança de um espaço de eventos, no Bairro Aeroporto, que flagrou a ação dos bandidos. Outros dois envolvidos no crime também já estão presos. Além de Claudeir, Marcell Júnior Marques, de 30 anos, e Rodrigo Matheus Senna da Silva, de 20, estão presos no Estabelecimento Penal Masculino de Corumbá.

O caso - No dia 05 de janeiro, os três assaltantes entraram armados na Escola Municipal José de Souza Damy e renderam os dois servidores, roubando a bolsa e o carro da professora, um Chevrolet Tracker. A diretora foi colocada no banco de trás do carro, enquanto o secretário foi preso no porta-malas. O trio rodou com o carro cerca de 10 minutos e entrou em uma casa grande, com piscina. Diretora e secretário foram trancados em um banheiro por três horas.

Eles ainda ouviram os assaltantes negociando o veículo com um boliviano. Depois que o carro foi vendido, o trio colocou as vítimas em outro veículo e andaram por cerca de 20 minutos, abandonando os dois em uma ribanceira, às margens de uma estrada.

Desnorteadas, as vítimas subiram a ribanceira e começaram a gritar pedindo ajuda aos carros que passavam. Ao ouvir os gritos, um motorista de aplicativo parou, socorreu e levou os dois para a 1ª Delegacia de Polícia Civil de Corumbá.

Posteriormente, o carro Chevrolet Tracker da vítima foi encontrado em um campo de futebol abandonado, no Conavi, bairro afastado da cidade fronteiriça de Puerto Suárez (Bolívia). Ele já estava com placa boliviana.

Nos siga no Google Notícias