ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  16    CAMPO GRANDE 18º

Interior

Polícia prende homem que invadiu escola e sequestrou diretora e funcionário

Polícia ainda procura por outros dois suspeitos

Por Dayene Paz | 06/01/2022 15:50
Escola fica na Rua Quinze de Novembro, no Bairro Cristo Redentor, em Corumbá. (Foto: Reprodução)
Escola fica na Rua Quinze de Novembro, no Bairro Cristo Redentor, em Corumbá. (Foto: Reprodução)

Homem de 20 anos foi preso nesta quinta-feira (06), suspeito de participar do sequestro da diretora-adjunta e do secretário da Escola Municipal José de Souza Damy, em Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande, durante roubo de carro na tarde de ontem.

Rodrigo Matheus Senna da Silva não conseguiu fugir do flagrante e foi localizado poucas horas depois. A polícia continua com as diligências a outros dois suspeitos.

Nesta quinta e sexta, dias 06 e 07 de janeiro, o expediente na unidade de ensino será interno, de acordo com o Diário Corumbaense. O atendimento ao público ocorrerá por e-mail ou telefone, informou a Secretaria de Educação. A escola José de Souza Damy integra o Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares, do governo federal.

Sequestro e roubo - De acordo com o boletim de ocorrência, por volta das 16h20, a diretora e o secretário estavam cumprindo expediente na escola, que fica na Rua 15 de Novembro, no Bairro Cristo Redentor, quando três homens com aparência jovem invadiram o local com armas tipo pistola.

O trio cercou e dominou as vítimas, mandando elas deitarem no chão. Elas ainda foram vendadas pelos bandidos, que em seguida, perguntaram sobre a bolsa da diretora e pegaram a chave do carro dela, um Chevrolet Chevette SL/Tracker de cor azul.

Um dos bandidos pegou o carro, que estava estacionado do lado de fora do local, e colocou o veículo no pátio da escola. A diretora foi colocada no banco de trás do carro, enquanto o secretário foi preso dentro do porta malas.

O trio rodou com o carro cerca de 10 minutos e entrou em uma casa grande, com piscina. Diretora e secretário foram trancados em um banheiro por três horas. Eles ainda ouviram os assaltantes negociando o veículo com um boliviano.

Depois que o carro foi vendido, o trio colocou as vítimas em outro veículo e andaram por cerca de 20 minutos, abandonando os dois em uma ribanceira, às margens de uma estrada.

Desnorteadas, as vítimas subiram a ribanceira e começaram a gritar pedindo ajuda aos carros que passavam. Ao ouvir os gritos, um motorista de aplicativo parou, socorreu e levou os dois para a 1ª Delegacia de Polícia Civil de Corumbá.

Nos siga no Google Notícias