ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  09    CAMPO GRANDE 13º

Interior

Procurado por homicídio é localizado pela PM e aponta localização de arma

Crime ocorreu em Maracaju e autor tentou fugir para Jardim, mas foi abordado em rodovia

Por Dayene Paz | 25/06/2022 09:15


Caio Pires Pereira, de 21 anos, conhecido por "Caio Gordo" ou "Caio KG", foi preso na madrugada deste sábado (25), transitando em um Volkswagen Gol pela rodovia BR-060, em Jardim. Ele confessou ser autor do assassinato de Carlos Augusto dos Santos Teixeira, de 20 anos, o Teixeirinha, crime ocorrido na madrugada do dia 19 de junho, em Maracaju, distante 159 quilômetros de Campo Grande.

A equipe da Força Tática de Jardim informou que realizava diligências rotineiras, quando se deparou com o Gol com placas de Maracaju, trafegando em baixa velocidade na BR-060, como se estivesse perdido. Os policiais acompanharam o automóvel, se aproximaram e abordaram os dois ocupantes do carro.

Questionados, apresentaram versões conflituosas, então Caio acabou confessando que era autor do homicídio em Maracaju e estava em Jardim para escapar da prisão. Ele apontou a localização da arma, na casa de um primo na cidade onde ocorreu o crime, sendo que a polícia de Maracaju foi comunicada da prisão e localizou a arma.

O outro ocupante do carro afirmou que receberia R$ 200 para levar Caio até Jardim. Os dois foram encaminhados para a delegacia, onde estão à disposição da Justiça.

Teixeirinha como era conhecido tinha várias passagens pela polícia. (Foto: reprodução)
Teixeirinha como era conhecido tinha várias passagens pela polícia. (Foto: reprodução)

O crime - Carlos Augusto dos Santos Teixeira, de 20 anos, o Teixeirinha, morador de Bataguassu, foi morto a tiros e outro rapaz ferido na madrugada de domingo (19), no cruzamento das ruas do Pereira com a Jacarandá, no Loteamento Giazone Olegário de Lima, em Maracaju.

Imagens registradas por câmeras de segurança mostram quando o atirador se aproxima de dois homens que estão conversando na esquina e abre fogo contra as vítimas. Um dos rapazes consegue fugir. O assassino até tenta ir atrás dele, mas desiste, volta, parece dar o tiro de confere no jovem já ferido e, na sequência, foge correndo.

Carlos Augusto tinha várias passagens pela polícia, entre elas por estupro de vulnerável, e respondia a seis processos na Justiça por ameaça, importunação sexual e furto. O outro homem, baleado com tiro na perna direita que transfixou, foi encontrado perto dali. Ele foi socorrido e levado para o hospital da região. (Com colaboração do Jardim MS News)

Nos siga no Google Notícias