ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEXTA  24    CAMPO GRANDE 22º

Interior

Quadrilha é presa acusada de roubo a joalheria; funcionária é suspeita

Por Renata Volpe Haddad | 21/01/2017 11:27

Uma quadrilha formada por 10 pessoas foi desarticulada pela Polícia Civil de Itaporã, distante 227 km de Campo Grande, após investigações de roubo a uma joalheria em dezembro do ano passado, onde foram levados R$ 100 mil. Além da joalheria, a quadrilha é suspeita de ter rendido casal de empresários, roubando veículos. As prisões aconteceram na manhã deste sábado (21).

Segundo informações do site Dourados News, entre os envolvidos no roubo a joalheria, está a ex-funcionária do local, Cristiane da Silva Ortiz. Ela teria passado as informações do local para que a quadrilha executasse o plano. Também foram presos: Diogo Soares Gonçalves; Willian Davi Mancolo Vasques; Vinícius Willian da Silva Deotenciano. Ainda está foragido Ezequiel da Silva Ortiz também acusado de participar do roubo ao estabelecimento.

Em relação ao assalto na casa de um empresário da cidade, foi presa Patrícia Conceição Ventura . Segundo a polícia, a mulher é parente das vítimas e na casa dela foram encontradas maconha e pasta base de cocaína. Ela foi autuada por tráfico de drogas.

Além dela, Agner da Silva Nonato; Juan Reges Teixeira Silva; Claudinei Rodrigues da Silva; Valdeci Sampati Nazareti também foram presos. Um adolescente de 17 foi apreendido em Dourados por envolvimento no tráfico de drogas.

As idades e o local onde a quadrilha foi presa ainda não foram divulgadas pela polícia. Após o termino das investigações, serão repassados à imprensa mais detalhes sobre a operação que resultou na prisão da quadrilha.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário