A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

08/12/2015 14:11

Quadrilha especializada em furto de gado é desarticulada pela Polícia Civil

Renata Volpe Haddad
Pecuarista é um dos suspeitos de integrar a quadrilha de roubo de gado. (Foto: Angela Bezerra/ Edição de Notícias)Pecuarista é um dos suspeitos de integrar a quadrilha de roubo de gado. (Foto: Angela Bezerra/ Edição de Notícias)

Luiz Carlos de Souza e Leandro Macedo de Jesus, ambos de 39 anos, foram presos nesta segunda-feira (7), acusados de integrar quadrilha especializada em furto de gado. Os dois estavam atuando em Coxim e Alcinópolis, distante 402 km de Campo Grande.

Conforme informações do site Edição de Notícias, no domingo (6), a Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência de furto de gado na fazenda Buriti, localizada às margens da BR-359, em Alcinópolis.

Ao chegarem no local, os policiais encontraram um caminhão Ford F-4000, com placas de Alcinópolis, abandonado e aberto próximo a um curral, onde estavam reunidas cerca de 50 cabeças de gado prontas para o embarque.

Rondas foram realizadas na região, porém, nenhum suspeito foi encontrado, sendo assim, o veículo foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil.

Com o conhecimento dos fatos, os delegados Gustavo Mussi e Silvia Elaine Girardi dos Santos, iniciaram as investigações e conseguiram identificar o proprietário do veículo, que inclusive tinha passagem pela polícia por abigeato, que é furto de gado, no município de Paranaíba, distante 422 km de Campo Grande.

Durante as investigações, o pecuarista Luiz Carlos, mais conhecido como Carlinhos, procurou a Delegacia de Alcinópolis informando que seu caminhão supostamente havia sido furtado. Aos delegados, Carlinhos deu versões contraditórias sobre os fatos e acabou confessando que estava separando o gado para o embarque. Ele também apontou o caminhoneiro Leandro, como comparsa.

De acordo com os delegados, a dupla havia montado um esquema para furtar os animais, em seguida levariam para uma propriedade arrendada por Carlinhos até conseguirem legalizar o gado com notas fiscais, o que aponta o envolvimento de outras pessoas.

Ainda durante as investigações, os policiais receberam uma denúncia de que o comparsa de Carlinhos, tinha armas de fogo em sua residência.

No local foram encontrados dois cartuchos calibre 32 intactos em um armário. Leandro foi preso em flagrante por posse irregular de arma de fogo de uso permitido e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil.

A dupla foi indiciada e vai responder por tentativa de furto qualificado, abigeato e terão as penas agravadas pela participação de mais de duas pessoas nos fatos.

A Polícia Civil investiga a participação de outros envolvidos e pede que se mais alguém tiver sido vítima do crime que procure a Delegacia mais próxima para registrar o caso.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions