ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 22º

Interior

Saúde separa 33 leitos de UTI para casos graves de coronavírus em Dourados

Médicos afirmam que número é suficiente para demanda de até cem casos positivos e garantem mais 20 leitos para breve

Por Helio de Freitas, de Dourados | 03/04/2020 15:52
Barracas instaladas em frente ao Hospital da Vida e da UPA em Dourados ainda não foram usadas (Foto: João Pires/Estado Notícias)
Barracas instaladas em frente ao Hospital da Vida e da UPA em Dourados ainda não foram usadas (Foto: João Pires/Estado Notícias)

O comitê de luta contra o coronavírus em Dourados afirma que existem leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) suficientes para o estágio atual da pandemia do coronavírus na macrorregião formada por 30 municípios.

Dos cem leitos de terapia intensiva disponíveis na região, 33 estão separados para receber pacientes com quadro grave da doença. Atualmente, apenas um infectado está na UTI, o homem de 35 anos, internado no HU (Hospital Universitário de Dourados). O caso dele foi confirmado terça-feira e o contágio ocorreu por contato com viajantes de São Paulo e Paraná.

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (3), o médico Ricardo do Carmo, membro do COE (Comitê Operativo de Emergência) de Mato Grosso do Sul e integrante do comitê contra o coronavírus de Dourados, disse que o HU tem oito leitos qualificados para os casos de coronavírus. No Hospital da Vida, dez dos vinte leitos de UTI estão separados para pacientes de Covid-19.

Existem ainda dez leitos de terapia intensiva disponíveis no Hospital Regional de Ponta Porã, a 120 km de Dourados, e cinco leitos contratados pela prefeitura no Hospital Evangélico, que é particular, mas já oferece atendimento de alta complexidade pelo SUS (Sistema Único e Saúde).

Ricardo do Carmo disse que essa quantidade de leitos é suficiente para absorver a demanda de até cem casos de coronavírus. Até a manhã de hoje, a macrorregião de Dourados tinha 13 casos confirmados – seis em Dourados, quatro em Batayporã, dois em Nova Andradina e um em Ponta Porã.

“Para o período acima de cem casos, estamos preparando aumento de 20 leitos. O Hospital da Vida está em reforma e em 20 dias haverá mais dez leitos de UTI. No Hospital Evangélico existe chance de ampliar mais cinco leitos e outros cinco estão sendo pactuados com o Hospital Santa Rita [também particular]”, afirmou Ricardo.

“Com esse fluxo, estamos preparados para dar atendimento a todos os pacientes com sintomas de Covid-19, mas o isolamento social ainda é a melhor forma para achatamento da curva”, afirmou o médico Frederico Oliveira Weissinger, porta-voz do comitê contra o coronavírus.

Segundo o comitê, ainda não foi preciso usar as tendas montadas em frente à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e anexo ao Hospital da Vida. As estruturas foram instaladas no dia 20 de março para triagem dos casos suspeitos. Segundo Frederico, atualmente 16% da capacidade hospitalar de Dourados está ocupada com casos suspeitos de coronavírus.

Sobre a perspectiva de aumento considerável dos casos, Ricardo do Carmo foi taxativo: “tudo vai depender do comportamento da população. Se liberar todo mundo, aumenta a circulação do vírus”.