ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  22    CAMPO GRANDE 31º

Interior

Servidora investigada por furto na prefeitura é presa com drogas

Do prédio, ladrões entraram e levaram notebook, tablet, equipamento de som, celulares e outros itens

Por Dayene Paz | 21/06/2024 07:01
Produtos furtados que foram recuperados em primeira ação da polícia. (Foto: Cenário MS)
Produtos furtados que foram recuperados em primeira ação da polícia. (Foto: Cenário MS)

Servidora pública, de 52 anos, é investigada por ordenar furto e facilitar a entrada de ladrões no prédio da Prefeitura de Santa Rita do Pardo, cidade a 245 km de Campo Grande. Do local foram levados notebook, tablet, equipamento de som, celulares, mantimentos, entre outros itens. A mulher acabou presa com drogas em casa nesta quinta-feira (20) e também é investigada por peculato.

O crime ocorreu no começo do mês de junho, quando ladrões acessaram o prédio da prefeitura e levaram os produtos que pertencem ao Centro de Endemias Municipal. Durante as investigações, os policiais constataram que os criminosos tinham conhecimento específico do que buscar e contaram com facilidades para entrar no local, sugerindo a participação de alguém interno.

Foi então que após mais diligências a polícia identificou a servidora como a pessoa que facilitou a entrada no prédio. Então, nesta quinta-feira, as delegacias de Santa Rita do Pardo e Bataguassu fizeram operação e cumpriram um mandado de busca e apreensão na residencia da servidora publica.

Na casa, foram encontradas cerca de 21 gramas de crack, escondido no guarda-roupas da suspeita. Além das drogas, o celular da mulher e outros produtos sem comprovantes de origem, foram apreendidos. A mulher foi presa em flagrante pelo tráfico de drogas e é investigada por receptação e peculato. (Com informações do Cenário MS)

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias