A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 20 de Agosto de 2018

09/12/2016 07:21

Sete pessoas morreram em quatro acidentes ontem em rodovias de MS

Renata Volpe Haddad
Na BR-163, em Campo Grande, acidente entre caminhão e caminhonete, matou seminarista de 19 anos. (Foto: Adriano Fernandes)Na BR-163, em Campo Grande, acidente entre caminhão e caminhonete, matou seminarista de 19 anos. (Foto: Adriano Fernandes)

Sete pessoas morreram ontem (8) nas rodovias de Mato Grosso do Sul em quatro colisões entre carros de passeios e caminhões. A quinta-feira foi chuvosa, fazendo com que os condutores perdessem o controle de direção e batessem de frente com outros veículos.

Em um Fiat Uno, quatro pessoas morreram na MS-162 em Maracaju, a 160 km de Campo Grande, em colisão frontal com uma carreta. O advogado Ivon Pereira de Lima, de 46 anos, foi arremessado do carro, segundo o site Maracaju Speed.

Fiat Uno rodou na pista e bateu em carreta que seguia no sentido contrário. Quatro pessoas do carro morreram. (Foto: Robertinho/ Maracaju Speed)Fiat Uno rodou na pista e bateu em carreta que seguia no sentido contrário. Quatro pessoas do carro morreram. (Foto: Robertinho/ Maracaju Speed)

As outras vítimas foram identificadas como Evanilda Pereira de Lima, de 66 anos, Nayla Thays Santos de Lima Matricardi, de 22, e a condutora do carro, que até então não foi identificada, ficaram presas às ferragens.

De acordo com o motorista do caminhão, de 40 anos, o Uno ficou desgovernado e rodou na pista, invadindo o sentido contrário e batendo no veículo que ele dirigia, um SR Randon com placas de Sidrolândia. O carro ficou totalmente destruído.

Em Rio Brilhante, na BR-163, matou um homem de 39 anos na colisão entre Uno e carreta. (Foto: Rio Brilhante em Tempo Real)Em Rio Brilhante, na BR-163, matou um homem de 39 anos na colisão entre Uno e carreta. (Foto: Rio Brilhante em Tempo Real)

Em Rio Brilhante, na BR-163, Adeilson Arnaldo de Almeida, 39, que conduzia também um Uno, morreu após perder o controle do carro e invadir a pista contrária de uma carreta Scania.

A colisão foi tão violenta, que partiu o carro ao meio, segundo o site Rio Brilhante em Tempo Real. O caminhão arrastou o veículo por 350 metros até parar.

O outro acidente aconteceu em Campo Grande, também na BR-163 à tarde. O seminarista Gabriel Rondon, de 19 anos, morreu na colisão entre uma Nissan Frontier e uma carreta baú.

Reisi Rachid, 25 anos, condutor da caminhonete, e Leandro Plizzarri, 20 anos estavam no veículo, sendo que Rachid ficou preso às ferragens e foi encaminhado em estado grave à Santa Casa. Leandro teve ferimentos leves.

O condutor da carreta nada sofreu. Ele disse suspeitar que o motorista tenha dormido ao volante da caminhonete, já que invadiu a pista contrária repentinamente, não havendo também tempo hábil para que desviasse.

Em Água Clara, na BR-262, por volta de 20h30 de ontem (8) acidente entre carros de passeio matou Max Leandro Rossi, 31 e deixou três pessoas gravemente feridas.

Conforme registro policial, Paulo Sérgio Viana, 47, conduzia um Hyundai I30 quando por motivos a serem investigados, colidiu em um VW Gol, que Max dirigia.

No carro de Max, estavam os passageiros Everaldo Cavalcante e Karina Silva Ribeiro que são casados. A colisão foi frontal e Max morreu no local do acidente.

Paulo e o casal foram encaminhados ao hospital municipal, mas devido a gravidade dos ferimentos, foram transferidos para a Capital. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions