ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, SÁBADO  15    CAMPO GRANDE 22º

Interior

Suspeito de matar homem após ser impedido de urinar em quintal é preso

Rodrigo de Souza foi encontrado na manhã desta quarta-feira; ele tem uma condenação de 9 anos por outro crime

Por Ana Paula Chuva | 15/05/2024 15:59
Momento em que Rodrigo foi preso por equipes policiais (Foto: Divulgação | PCMS)
Momento em que Rodrigo foi preso por equipes policiais (Foto: Divulgação | PCMS)

Rodrigo Figueiredo de Souza, 42 anos, conhecido como “Caititu” foi preso na manhã desta quarta-feira (15), por equipes da Garras e da Delegacia de Polícia Civil de Ladário. Ele foi condenado por uma tentativa de homicídio em 2012 e também é suspeito de matar Mazon Benevides Goncalves com uma facada no peito, em outubro do ano passado. O crime foi cometido após a vítima negar que ele urinasse em seu quintal.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado na época, no dia 22 daquele mês equipe da Polícia Militar foi acionada para ir a casa da vítima no Bairro Alta Floresta. Quando os militares chegaram, encontraram Mazon caído no quintal da residência. Sua esposa estava ao lado e contou que ele havia sido ferido por uma facada.

À equipe, a mulher contou que o crime tinha sido cometido por Rodrigo após ele ir ao local e pedir para que Mazon abrisse a cerca nos fundos para que ele urinasse no quintal. Como a vítima negou, os dois tiveram uma discussão e o autor deu um golpe de faca no peito do homem. Em seguida, ele fugiu.

Ainda conforme o registro policial, a mulher só percebeu que Mazon estava ferido quando ele pediu para chamar a ambulância. Quando a equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegou ao local, a vítima já estava morta. O caso foi registrado como homicídio simples.

Rodrigo foi reconhecido pela mulher através de uma foto retirada de rede social e mostrada por uma vizinha. Outros moradores da região confirmaram à polícia que Caititu era o autor do crime. Ele também é suspeito de outras duas tentativas de homicídio.

Segundo apurou o Campo Grande News, horas antes de matar Mazon, Rodrigo já havia tentado matar um homem durante uma discussão em um bar no mesmo bairro. O autor e a vítima conversavam sobre futebol na noite do dia 21 de outubro quando houve a desavença e o homem deu uma facada no pulso do outro.

Nesse caso, a vítima conseguiu retirar a faca de Rodrigo. Em seguida, o autor recuperou o objeto e tentou atingir a barriga do homem que saiu do correndo e acabou sendo socorrido para unidade de saúde da cidade. Caititu fugiu. A outra tentativa de homicídio aconteceu este ano, mas ainda não foi registrado boletim de ocorrência.

Na manhã de hoje, as equipes da Garras e do SIG (Setor de Investigações Gerais) de Ladário encontraram Rodrigo em um esconderijo na zona rural do município. Ele já estava sendo monitorado e após ser preso foi levado para a delegacia da cidade onde permanecerá a disposição da Justiça.

Condenado - Conforme denúncia do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), em 12 de outubro d 2012, Rodrigo e seu irmão tentaram matar a tiros um homem. O caso aconteceu por volta das 2h30 daquele dia quando a vítima estava em frente à sua residência na Rua Cambaru, Bairro Alta Floresta, em Ladário.

Rodrigo estava na garupa da motocicleta conduzia pelo irmão e passou a atirar em direção à vítima que foi atingida no tórax e na perna esquerda. O homem foi socorrido e sobreviveu ao atentado. Os dois irmãos fugiram logo depois do crime.

Em novembro de 2019 os dois foram julgados pelo crime de homicídio qualificado na forma tentada. Rodrigo foi condenado a 9 anos e quatro meses de prisão em regime fechado e seu irmão Victor Figueiredo de Souza a 8 anos, em regime semiaberto.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias