ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, DOMINGO  16    CAMPO GRANDE 24º

Interior

Taxista é sequestrado e mantido em porta-malas por 110 quilômetros

Por Liana Feitosa | 21/09/2014 14:45

Um taxista de 80 anos foi vítima de sequestro-relâmpago ontem à noite e acabou mantido no porta-malas do próprio veículo durante mais de uma hora. O autor do sequestro dirigiu por 110 quilômetros, entre Naviraí, distante 366 km de Campo Grande, e Mundo Novo, no extremo sul do Estado.

Um suposto cliente solicitou uma corrida da usina de Naviraí até a rodoviária da cidade por volta das 18h. Após deixar o passageiro no local indicado, o taxista foi para casa, mas acabou acionado novamente por telefone pela mesma pessoa. Dessa vez, o taxista buscou o cliente na Santa Casa da cidade e solicitou que fosse levado de volta à usina.

No entanto, perto da entrada do Presídio de Segurança Máxima de Naviraí, o passageiro anunciou o assalto usando uma faca. A vítima não reagiu e parou o veículo, teve o celular tomado, as mãos amarradas com a própria camisa e foi obrigado a entrar no porta-malas do veículo, um VW Spacefox Trend.

O taxista foi deixado, amarrado, em uma porteira na área rural de Mundo Novo após mais de uma hora. Após conseguir desamarrar-se, caminhou em sentido à rodovia BR-163, onde localizou um motel.

No estabelecimento, conseguiu ligar para familiares, que o acompanharam até a delegacia de Mundo Novo. Segundo a vítima, o assaltante aparentava ter cerca de 30 anos, pele clara, altura média - por volta de 1,70 cm, cabelo de cor preta, não possuía barba e vestia calça jeans azul clara e usava camiseta listrada, também de cor clara.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário