A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 19 de Outubro de 2019

03/06/2019 19:26

Terceiro suspeito de participar de decapitação de rapaz é preso em SP

Denunciado pelo crime ocorrido em 2 de fevereiro foi localizado em Presidente Epitácio; polícia busca um quarto suspeito

Clayton Neves
Robermauro Mercado Rocha, de 22 anos, conhecido como MR. (Fptp: Divulgação / PM-SP) Robermauro Mercado Rocha, de 22 anos, conhecido como "MR". (Fptp: Divulgação / PM-SP)

Foi preso em Presidente Epitácio (SP) na sexta-feira (31) o terceiro dos quatro suspeitos da execução de Gerson Surubi Arteaga, 24, ocorrida em fevereiro deste ano em Corumbá –a 419 km de Campo Grande. Robermauro Mercado Rocha, 22, conhecido como “MR” ou “Maurinho” foi encontrado em uma casa da cidade paulista localizada na divisa com Mato Grosso do Sul.

Rocha, conforme o Diário Corumbaense, aparece em imagens divulgadas pelos quatro suspeitos em redes sociais, golpeando a vítima com um facão. O corpo de Gerson foi encontrado no fim da manhã de 2 de fevereiro em um morro ao final da Rua Alan Kardec, no cruzamento com a Rua Duque de Caxias, no bairro Aeroporto. O local é de difícil acesso.

Ao ser encontrado, o cadáver havia sido decapitado, com o corpo jogado sobre uma pedra e a cabeça a alguns metros à frente –ele havia sido amordaçado e teve mãos e pés amarrados. A arma usada no crime foi uma machete (um tipo de faca de maior tamanho). Um dos assassinos usava tornozeleira eletrônica, como mostraram gravações do crime distribuídas em redes sociais e pelo aplicativo de mensagens WhatsApp.

A vítima não tinha antecedentes criminais, contudo, durante a investigação, foi relatado quje ele se envolvera com “gente suspeita”.

Suspeitos – Dois suspeitos já foram presos pelo crime. Crisavano Castedo de Souza, 22, o “Velho” ou “Véio”, e Douglas da Silva Oliveira, 27, o “Barro” ou “Maverick”, estavam em um imóvel do bairro Cristo Redentor, na parte alta de Corumbá, quando foram avistados por policiais militares e, depois de perseguição, foram capturados. Duas mulheres também prestaram esclarecimentos por terem dado abrigo aos foragidos.

A dupla foi localizada após a prisão de uma quinta pessoa, que teria levado os executores ao local e ajudado na fuga. Mateus dos Santos Alves, 23, o “Arcanjo”, segue foragido. Os quatro foram indiciados por homicídio qualificado por motivo torpe, uso de meio cruel e que impossibilitou a defesa da vítima.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions