A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 26 de Março de 2017

14/10/2015 11:34

Testemunhas não colaboram e polícia tem dificuldade para desvendar crime

Viviane Oliveira
Tiago foi encontrado morto à margem do Rio Sa Luzia. (Foto: AlvoradaInforma)Tiago foi encontrado morto à margem do Rio Sa Luzia. (Foto: AlvoradaInforma)

A polícia enfrenta dificuldades para desvendar o caso do assistente de serviços Tiago Gregório de Almeida, 33 anos, encontrado morto com 26 golpes de chave de fenda no início da tarde da última segunda-feira (12), à margem do Rio Santa Luzia, em Nova Alvorada do Sul distante 120 quilômetros de Campo Grande. Conforme o delegado Christian Duarte Mollinedo, responsável pelas investigações, as testemunhas não colaboraram com informações concretas.

A polícia conta agora com o depoimento de Dieilon Mattos, que estava junto com Tiago na noite do crime. O rapaz foi ferido na cabeça, possivelmente com uma chave de roda. Ele não foi ouvido ainda, porque passa por exames em Campo Grande. “Estamos esperando o depoimento dele, para identificar os autores e o motivo”, diz o delegado.

Imagens de segurança do bar, onde as vítimas estavam bebendo foram entregues a polícia. “Tinha pouca gente no estabelecimento e as imagens não mostram o momento do sequestro. O que podemos dizer é que no local não houve briga e que os autores são da cidade”.

Conforme o delegado, uma das linhas de investigação é sobre uma possível dívida de droga, porque a vítima era dependente química. “Ainda não temos nada de concreto. Há controvérsias nos depoimentos e posicionamentos absurdos, como por exemplo, que o crime tenha cunho político, porque Dieilon foi candidato a vereador nas eleições passadas”, destaca. Esta hipótese foi descartada pela polícia, até porque o alvo dos criminosos era apenas Tiago. 

O caso - Conforme informações repassadas à polícia, por volta da meia-noite de domingo (11), Tiago e Dieilon Mattos estavam bebendo no bar Night Festa, na Vila Nova, quando um veículo branco se aproximou e um homem exigiu que os dois entrassem no carro.

Na tarde desta segunda-feira (12), Tiago foi encontrado morto com vários golpes nas axilas, pescoço e tórax. Já Dieilon foi localizado com ferimentos na cabeça, provavelmente causado por uma chave de roda, próximo a ponte do rio por funcionários da CCR Via MS. Ele foi socorrido e levado ao Hospital Francisca Ortega, onde foi internado. 




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions