A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 27 de Março de 2017

06/02/2014 08:39

UFGD diz que seguiu princípios legais após MPF pedir anulação de concurso

Aliny Mary Dias

Após o MPF (Ministério Público Federal) encaminhar recomendação à UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) para que a seleção de professores efetivos seja refeita, a universidade divulgou nota hoje (6) sobre o caso.

Conforme a UFGD, todas as regras estabelecidas no concurso público seguiram o princípio da legalidade e as regras estabelecidas no edital. A universidade disse ainda que o MPF cumpriu o papel de investigar as denúncias e pedir esclarecimentos.

As respostas solicitadas pelo órgão serão encaminhadas para a universidade dentro do prazo estipulado.

Irregularidades - As irregularidades foram identificadas pelo MPF após denúncia dos candidatos. Segundo as representações, em três bancas examinadoras - compostas por três membros - existiam avaliadores que sequer possuíam qualificação acadêmica igual ou superior a dos avaliados, uma violação ao edital.

Durante a apuração das denúncias, foi constatado que a Reitoria da UFGD já havia sido comunicada sobre a irregularidade na composição das bancas, porém não tomou nenhuma providência. A universidade tem dez dias úteis para responder se acata ou não a recomendação e as alterações não devem afetar o ano letivo dos acadêmicos.

Caso a UFGD opte pela modificação do último edital, os prazos para inscrição deverão ser prorrogados.

Além da anulação parcial, o MPF recomenda ainda a convocação, pela reitoria, do Conselho Universitário (COUNI) para a edição de norma que discipline os concursos para professor efetivo da UFGD. “A medida deve tornar os processos seletivos mais transparentes e facilitar o controle de eventuais irregularidades”.

 

MPF pede anulação parcial de concurso para professor da UFGD
O MPF (Ministério Público Federal) encaminhou recomendação à UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) para que refaça a seleção de professores ...
Sem-Terra invadem usina de Bumlai e prometem atear fogo se polícia intervir
Grupo de trabalhadores rurais ligados ao MSTB (Movimento Sem-Terra do Brasil) invadiram na manhã desta segunda-feira (27) a Usina São Fernando, em Do...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions