ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, TERÇA  23    CAMPO GRANDE 31º

Interior

"Vermes": homem que ameaçou policiais e servidores de posto é morto pela PM

Homem era dono de extensa ficha criminal e usava redes sociais para fazer ameaças

Por Dayene Paz | 25/11/2023 10:05


Matheus Alves da Silva, de 46 anos, foi morto pela Polícia Militar de Três Lagoas, a 338 km de Campo Grande, na madrugada deste sábado (25). Ele já tinha vasta ficha criminal e era conhecido na região por ameaçar policiais e servidores do posto de saúde do Bairro Santa Rita, e ainda reforçava as ameaças em postagens no Facebook.

Na madrugada de hoje, os policiais faziam rondas na região, quando passaram em frente à residência de Matheus. Ao ver a viatura, segundo registro da ocorrência, o homem passou a fazer ameaças de morte contra os militares. Na tentativa de abordagem, os policiais desceram da viatura e, pela varanda, conforme relato, Matheus começou a atirar.

A ação foi revidada pelos militares, que atingiram o suspeito. Matheus Alves foi socorrido, mas não resistiu e morreu antes de dar entrada no Hospital Auxiliadora. Uma arma calibre 22 foi apreendida com ele.

No Facebook, Matheus exibia arma em vídeos gravados para a rede social (Foto/Reprodução)
No Facebook, Matheus exibia arma em vídeos gravados para a rede social (Foto/Reprodução)

Além de constar como autor de 23 ocorrências policiais, o Campo Grande News apurou que Matheus perturbava servidores da unidade de saúde há mais de 10 anos. Ele, ainda fazia diversas publicações no Facebook xingando e expondo fotos dos funcionários. Também ameaçava a Polícia Militar, mostrando suposta arma de fogo e afirmando que seria do "primeiro comando de Brasília".

Em uma das ocorrências recentes, registrada no dia 8 de novembro, uma enfermeira da unidade procurou a delegacia de polícia. A mulher contou que procurou Matheus pelo telefone da unidade de saúde para avisar sobre o encaminhamento de ultrassom e como resposta teve xingamentos e ameaças. No boletim, a enfermeira ainda enfatiza que todos os servidores da unidade tinham medo de Matheus e que estavam "apavorados".

A reportagem também apurou que existe um boletim feito em outubro deste ano envolvendo 12 vítimas do mesmo posto que apontam Matheus como autor de ameaça e injúria. Nenhum dos processos no TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) e boletins de ocorrência deixam claro qual seria o problema de saúde que fazia Matheus procurar a unidade de saúde frequentemente.

Na última semana, ele chegou a ser preso após, mais uma vez, ameaçar os funcionários utilizando uma arma falsa. Também usou as redes sociais para ameaçar policiais militares. (Com colaboração do site JP News)

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias