A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

09/02/2010 17:44

Juiz nega realizar júri popular secreto sobre aborto

Redação

O juiz da 2ª Vara do Tribunal do Júri, Aluízio Pereira dos Santos, negou pedido das quatro acusadas de aborto de decretar segredo de Justiça no júri popular previsto para o dia 24 deste mês. Apenas as fichas que não tinham fortes indícios ou prescreveram não serão divulgadas ao público.

No despacho desta terça-feira, o magistrado destacou que o aborto é um crime comum e elas foram denunciadas pelo MPE (Ministério Público Estadual). O pedido foi feito pela psicóloga Simone Aparecida Cantaguessi.

"Todavia, as mulheres que foram denunciadas formalmente pelo MPE é que tiveram os pedidos de segredo de justiça indeferidos por este juízo, porque conforme consta nas decisões, o delito de aborto é comum como qualquer outro e

sua apuração não resulta em escândalo e inconveniente grave ou perigo para a ordem pública, bem como outros argumentos nelas abordados", afirmou Pereira.

O julgamento da psicóloga, de Rosangela de Almeida, Maria Nelma de Souza e Libertina de Jesus Centurion ocorrerá a partir das 8h do dia 24 deste mês.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions