A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

20/01/2012 11:43

Justiça Estadual vai pagar "vale-caviar" de 5% do salário à magistratura

Marta Ferreira

Permitido por lei estadual desde o fim do ano passado, o auxílio-alimentação de 5% da remuneração para os magistrados de Mato Grosso do Sul foi regulamentado hoje pelo Tribunal de Justiça. Considerando o valor mais baixo de salário de um juiz, de R$ 18,8 mil conforme o último concurso realizado, a ajuda alimentação da magistratura estadual vai ser de pelo menos 940 reais.

A regra para os magistrados é diferente da usada para o pagamento de vale alimentação para o restante dos funcionários, que recebem um valor fixo, de R$ 312, e não um percentual. Essa ajuda ganhou deles o apelido de “vale-coxinha”.

Para os magistrados, o vale será tanto maior quanto maior a remuneração, o que já criou entre o servidores um outro apelido: o “vale-caviar”. A criação do benefício foi publicada hoje no Diário da Justiça, em resolução do Órgão Especial do Tribunal de Justiça.

O texto afirma que a ajuda alimentação está sendo concedida porque o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) entendeu que juízes têm o mesmo direito que os membros do Ministério Público, que recebem o auxílio alimentação.

Em dezembro do ano passado,esse argumento já havia sido usado pelo Tribunal para enviar à Assembleia o projeto de lei estabelecendo o benefício.

Agora, pouco mais de um mês depois da publicação da lei 4.137, permitindo o auxílio alimentação de até 5%, o benefício foi criado, no percentual máximo autorizado por lei.

Conforme a resolução editada hoje, o auxílio alimentação tem caráter indenizatório, e não pode ser incorporado ao subsídio recebido pelos magistrados, nem configurado como rendimento tributável e tampouco sofrerá incidência de contribuição para o plano de seguridade social.

Lei concede auxílio-alimentação de até 5% para magistrados em MS
Os magistrados que atuam na Justiça Estadual de Mato Grosso do Sul passam, a partir de hoje, a ter direito a auxílio alimentação de até 5%, segundo l...
MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...


por favor me ajudem em quem posso confiar, na justiça$
 
antonio rocha em 22/01/2012 09:15:40
Vejo que muitos justificam esse aumento pois os magistrados "Estudaram".
Ora, é esse tipo de pensamento que cria a perversidade de nosso Brasil, não é possível que não cause indignação uma notícia como a vinculada aqui, concordar que possa haver um aumento de auxílio à magistrados pois "estudaram" muito é defender uma piada, um escape da realidade, no mundo onde vivo, R$ 18.000 bastam.
 
Tanarim Silva em 21/01/2012 12:54:45
E uma vegonha porque não paga a etapa de alimentação dos policias militares e bombeiros que trabalhão 24 hs e ganha uma merreca é o fim da picada....
 
wilson oliveira em 21/01/2012 12:33:07
Ele estudou!! não e igual a deputado que nem terminaram o ensino medio aumentam o salario para 64%
Eles fazem jus a muito mais que isso. estão todos os dias trabalhando!! e os Deputados??? não posso generalizar os deputados, pois a minoria que luta pelos direitos do do povo
 
Lídia Marie em 20/01/2012 12:59:04
Brincadeira!!!!!!!!!!!
Depois vem o Vale viagem a Disney, o Vale viagem ao Caribe, o Vale Ferrari. A população fica com o "Vale Fila nos postos de Saúde", o "Vale falta Remédios" o "Vale Justiça Lenta" e por aí vai.
 
Marcelo Carvalho em 20/01/2012 12:52:46
Suas excelências perderam a vergonha. Nosso poder Judicionário esta desmoronando diante dos nossos olhos... fora ladrões de toga !!!!!!!!
 
Lucas Sodré em 20/01/2012 12:28:27
Há alguns servidores estaduais que ganham R$ 50,00 de auxílio-alimentação. Policiais civis com mais tempo de serviço por exemplo, no holerite deste aparece "etapa alimentação" R$ 50,00.
 
João Alves Souza em 20/01/2012 12:27:13
Que vergonha. Percentual????? ´
E lastimavel esse tipo de julgamento.
 
ADELIBIO AZAMBUJA em 20/01/2012 12:21:19
Palhaçada com o dinheiro público..pra variar!!
Eu queria ver o argumento do CNJ para justificar a necesseidade de algum tipo de auxilio para quem recebe no minio 18 mil.
Será que eles tem noção de q a alimentação deles custa mais o salário minimo..
Depois falam que lutam por igualdade social...
Absurdoo!
 
Fabrício Pereira em 20/01/2012 12:08:10
eu acho que quem mais precisa de auxilio refeiçao é aquele que vive com um salario minimo e fica na fila do sus.
 
kelly cristina da silva ferreira em 20/01/2012 11:22:28
O que dizer do Tiririca então, "quer ganhar bem??? então estude hahahahahaha..." sem hipocrisia. Com salário alto ou baixo, não adianta a corrupção parece estar no sangue do brasileiro, lembra aqueles casos de Ministros, Senadores, Desembargadores, Juízes, etc... Honestidade apenas de alguns garis que eu vi ser noticiada, uma pena né??
 
Rodrigo Silva em 20/01/2012 09:01:45
É louvável se tratando de um servidor de suma importância e um concurso muito difícil. Também levo em consideração que a porta esta aberta é só estudar, mas não tem como todo mundo ser juiz pra ganhar um salário assim e benefícios tão específicos. A sociedade precisa de médicos, professores, policiais, atendentes, garis e juizes, e etc, todos têm seu papel de extrema importância.
 
Bianca Quintana em 20/01/2012 08:34:59
Que bom!!!!! lembro que no começo desta semana, vimos que a fetems entrou na JUSTIÇA para garantir 1/3 das aulas destinadas ao planejamento, o que foi aceito e depois cassado através de liminar, pois o governo do estado não tem condições de custiar, pois o piso dos professores é alto por volta de 1.400 reais. e agora vale caviar para quem recebe mais de 18 mil QUE VERGONHA!!!!! .
 
Anderson Cardoso em 20/01/2012 08:15:02
Primeiramente, todo erário é público. Assim, utilizar a expressão "erário público" é tautologia. Depois, esses servidores que estão sendo atacados aqui estudaram muito para alcançar esta condição. Aliás, lembrem-se que são eles que decidem o rumo de nossas vidas, na maioria das vezes contra instituições riquíssimas, capazes de pagar alto preço para subornar o resultado de um processo. JUSTO!
 
Euclides Vargas em 20/01/2012 06:47:48
ta de sacanagem neh ? 5% ?
será que só o salario não [e o suficiente ?
ta na hora deles economizarem então !
porque quem ganha 1 salario minimo tem que se vira !
 
Carlos Henrique Campeiro Silva em 20/01/2012 06:25:28
Brasileiros tem os políticos que merecem.
 
marcio aparecido brunholi em 20/01/2012 05:29:07
Engraçado que o TJMS só quer fazer valer as determinações do CNJ quando são coisas favoráveis aos magistrados. Quando o CNJ determina outras coisas, eles são contra, reclamam que o CNJ não deveria se meter em coisas internas. Por que não aceitam a exoneração de comissionados não concursados? Por que estes são parentes dos amigos, amigos dos amigos? O pior é que uma boa parte é incompetente.
 
José Santos Pereira em 20/01/2012 05:27:25
Coitado dos magistrados, ganham tão mal. R$ 18.88,00 é o menor salário, em início de carreira. Ainda tem algumas pessoas aqui que defendem essa classe, só podem ser parentes ou assessores, que nem concursados são, em sua grande maioria. Estão lá de favor. Por que o CNJ também não cobra a exoneração de quem não é concursado? Assim seria mais justo, trabalha no TJMS se passar em concurso público.
 
Antonio Rodrigues da Silva em 20/01/2012 05:23:44
Sou a favor que juízes, promotores e defensores, inclusive desembargadores sejam bem remunerados para não se corromperem, porque pior que bandido é o bandido com imunidade decidindo a vida do cidadão.

Da mesma forma o médico e os profissionais da saúde que tem vidas nas mãos. O difícil é ver Aspone (Assessor de P... Nenhuma) ganhando do erário público pra não fazer nada!
 
Jorge Miguel da Silva Garcia em 20/01/2012 04:50:14
Nao poderia deixar de externar meu repúdio a essa notícia, que ultrajante, mixo, xulo, leis que propiciam as desigualdades sociais, enquanto uns nao tem nem onde comer, morar, se enterrar, outros, esculhambando com o erario publico! Parem de olhar só pro umbigo! Mais justiça no uso do dinheiro publico, afinal ganha-se tao bem pra que mais? Que vergonha!Me sinto inutil por pagar tanto imposto! : (
 
Adriano Lima' em 20/01/2012 04:12:47
Afinal de contas, um salariozinho de 18 mil reais mal dá para a cesta-básica. Coitadinhos, precisam mesmo de um auxílio alimentação, enquanto que nos porões do funcionalismo público, prefeituras atrasam salários, e no mundinho corporativo quem consegue uma merreca de vale-alimentação ainda tem um percentual descontado do mísero salário que recebe.
 
Juliana Andreia em 20/01/2012 03:47:20
Se o trabalhador comum tem que sobreviver com míseros R$ 620,00 porque a sociedade tem que arcar com custeio de alimentação de um servidor público com salário de quase R$ 20,000 . Isso é uma vergonha, os juízes deveriam doar esse dinheiro a uma instituiçao filantrópica, pois, ficaria menos vergonhoso para a classe.
Só no Brasil é essa vergonha no trato do dinheiro dos impostos que o povo paga.
 
Marcelo oliveira em 20/01/2012 03:15:39
Nós da classe operária, servidores ou não, apenas cidadãos, tbm temos os direitos...a moradia, transporte de qualidade, alimentação, trabalho, saúde de qualidade, educação de qualidade, e não temos............poooo que negócio é esse? 18 mil não da pra comer direito?
600, 700, 800 conto por mês é p suficiente pra maioria....puxa cara que tristeza...

Lamentável! realmente lamentável......

 
André Knöner em 20/01/2012 03:02:10
"Quem não tem cabeça para pensar deve ter pernas para caminhar". Quer ganhar igual juiz? ESTUDE!!!!
 
Gustavo L Weber em 20/01/2012 02:35:20
Eu acho que eles até podem ganhar um vale alimentação, afinal são empregados, tanto quanto um gari ou um médico. Desde é claro que seja do mesmo valor do gari ou outro funcionário público.
 
Gilberto Ozuna em 20/01/2012 02:27:25
Taí Dr. Paulo Siuffi, esta é uma causa nobre para o senhor lutar, pare de tentar ficar mais tempo no predio dos vereadores sem pagar sequer 1 centavo de aluguel e lute para que este absurdo não seja concretizado, vale alimentação de mais de 900 reais? Enquanto nossos trabalhadores morrem de fome com o salario que lhes é pago os magistrados ganham mais de dois salarios minimo só para almoçar?
 
maximiliano nahas em 20/01/2012 02:23:37
Pois é!
O povo briga para tirar técnicos de seleção de futebol, para saber o que acontece no Big Brother e não se preocupa com o que realmente deveria.
 
Alexandre moraes em 20/01/2012 02:18:30
Quanta ignorância de algumas pessoas. Com um subsídio de R$ 23.000 de um desembargador, o auxílio-alimentação será de R$ 1.150,00. Dividindo isso por 22 dias úteis, restam míseros R$ 52,27 por dia. Vai ver quanto custa um rodízio em um restaurante chique. Bem mais do que isso. Um peixaria então nem se fala... Na verdade, eles deveriam ganhar 30%. Daria R$ 6.900 por mês e R$ 313 por dia. Hahahahaha
 
Luiz Henrique Gomes em 20/01/2012 02:12:32
Por isso que este país tem muitos impostos,pra bancar os caras que ganham mais de 15,000,Enquanto os pobres agonizam comendo arroz puro e morrendo de doença por falta de alimentação.Mas eu creio no Deus vivo que sirvo,o juizo final esta por vir.Como diz a palavra é mais facil um pobre entrar no reino do céu do que um rico.O que vai ter de juiz ,politicos indo pro inferno ,ah isso vai.
 
alessandro dos santos em 20/01/2012 01:35:13
"[...] o CNJ entendeu que juízes têm o mesmo direito que os membros do Ministério Público, que recebem o auxílio alimentação". Correto, mas se eles tem o mesmo direito então porque o valor também não é o mesmo de R$ 312,00 fixo?
Quem já ganha muito bem, sempre tem direito a ganhar ainda mais, não é mesmo?
 
Alexa Lopes em 20/01/2012 01:29:51
Para quem não sabe, desses R$18.500,00 colocados na notícia, são descontados em média 35% (Imposto de renda, saúde, associação etc...). Com isso o salário real, LÍQUIDO, passará para R$12.500,00. Particularmente acho pouco para quem tem tantas responsabilidades, principalmente se levar em conta que apenas 3% da população consegue ser aprovado em um dos concursos mais difíceis do Brasil.
 
Fábio Almeida em 20/01/2012 01:28:42
Na minha opinião, já esta na hora da população reagir e mostrar quem paga o salario deles, parar de perder tempo com idiotices nas redes sociais, tipo" só não vai Luiza pq esta no Canada." , e usar este poder para se rebelar contra a corrupção e outras barbaridades, que no fim das contas quem paga é o povo Brasileiro...
 
Gilberto gomes em 20/01/2012 01:15:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions