A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Janeiro de 2018

10/10/2013 19:22

Justiça manda TCE disponibilizar espelho de prova a candidata

Mariana Lopes
Ronaldo Chadid terá de disponibilizar espelho da prova corrigida e não em branco (Foto: arquivo)Ronaldo Chadid terá de disponibilizar espelho da prova corrigida e não em branco (Foto: arquivo)

O juiz da 4ª Vara de Fazenda Pública e de Registros Públicos de Campo Grande, Alexandre Tsuyoshi Ito, determinou que Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul forneça o espelho da prova subjetiva do concurso público a uma candidata que concorreu ao cargo de Auditor Estadual de Controle Externo, aplicada no dia 29 de setembro. A decisão foi tomada hoje (10) e manda o presidente da Comissão do Concurso, conselheiro Ronaldo Chadid, que reabra após a disponibilidade o prazo de dois dias para recurso.

O caso foi levado à Justiça após ser denunciado na imprensa por um grupo de 64 candidatos que realizou a prova e se sentiu prejudicado por não poder conferir os critérios usados na correção da prova aplicada, já que as respostas das questões e o espelho corrigido não foram disponibilizadas às pessoas que fizeram o concurso público. Queixam-se de que foi disponibilizado apenas o espelho da prova em branco, o mesmo para todos.

Dos 259 candidatos aprovados na prova objetiva, pelos critérios do Tribunal de Contas, apenas 28 passaram da prova subjetiva para a próxima fase, que é prova de títulos. De acordo com o edital, o concurso público é para preencher 50 vagas no total, sendo 30 para assumir de imediato e 20 para cadastro de reserva.

Ainda conforme o edital do concurso, o salário de Auditor Estadual de Controle Externo do Tribunal de Contas é de R$ R$ 6.259,55.
A determinação do juiz foi dada após a candidata Priscila de Souza Afonso Baggio entrar com mandado de segurança, com pedido de liminar para ter acesso ao espelho da prova corrigido. O juiz ainda ordenou que após a entrega do documento, seja reaberto o prazo de dois dias para que a candidata possa recorrer do referido resultado.

O Tribunal de Conta tem o prazo de 10 dias para disponibilizar o espelho da prova.

 

Concurso do TCE-MS será realizado no domingo; confira horários das provas
As provas do concurso para Auditor Fiscal de Controle Externo, do TCE-MS (Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul) serão aplicadas neste domingo (4)...
Concorrência ao cargo de auditor do TCE fica em 62 candidatos por vaga
A concorrência para o cargo de auditor de controle externo do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul (TCE/MS) será de 62,3 candidatos por...


Realmente foram cometidos alguns erros técnicos por parte do TCE e tal órgão não se prontificou a regularizar o único meio para sanar as irregularidades é o judicial porque a via administrativa já vimos que não foi eficaz, agora é chuva de MS.
 
ANDRE RAMOS GOMES DA SILVA em 11/10/2013 07:27:27
A justiça tem que ser feita, falta de indicação dos erros na correção, questão da discursiva não constava no edital... O Tribunal de Contas deveria ser exemplo...
 
Roberto Pereira em 10/10/2013 23:24:05
Um órgão de fiscalização por atribuição constitucional deveria ser o primeiro a primar pelo exemplo de retidão e transparência. Estamos (eu e mais 64 candidatos) unidos no propósito de ver nos direitos garantidos. A justiça existe!
 
Priscila Baggio em 10/10/2013 22:28:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions