ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SEGUNDA  23    CAMPO GRANDE 18º

Cidades

Ladrões de motos podem ter matado comerciante

Por Redação | 10/05/2010 11:55

A Polícia Civil investiga se os autores do assassinato do comerciante Valdemir João da Cruz, 59 anos, estão envolvidos em roubos de motos. Por isso, o caso deverá ser investigado pela Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos).

O comerciante levou dois tiros, quando dois bandidos tentavam assaltar o Supermercado Maninho, na última sexta-feira. Ele chegou a ser levado ao Hospital Regional, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Segundo o delegado adjunto da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), onde o crime foi registrado, Fernando Nogueira, no mesmo dia do assassinato de Valdemir, motos foram roubadas na região da Vila Nhá Nhá, mas não soube informar o número. No sábado, uma dupla de ladrões já foi detida e é investigada também pela morte do comerciante.

Um dos casos na noite do dia do assassinato foi o furto de uma moto Honda, cor prata. No local onde estava o veículo foram encontradas três cápsulas, calibre 38, o que indicava que quem roubou estava armado e pode ter cometido o crime contra Valdemir.

O delegado Fernando Nogueira explica que a Polícia deverá pedir ao IMOL (Instituto Médico e Odontológico Legal) o projétil que ficou no corpo da vítima para comparar com o calibre da arma encontrada com os dois suspeitos já detidos e com as cápsulas encontradas no local do segundo roubo de moto.

Maninho, como era conhecido entre os amigos, e sua esposa, de 53 anos, chegavam ao supermercado da família, na avenida das Bandeiras, na motocicleta Honda CG Titan, de placa HSL-9208, quando foram abordados. Os assaltantes fugiram sem levar a moto.

Maninho era dono de um supermercado que já havia sido assaltado outras quatro vezes. Na última delas, há quatro anos, foi baleado no braço.

Nos siga no Google Notícias