A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

15/04/2013 18:47

Marido dorme e campo-grandense desiste de ir ao local dos atentados

Nadyenka Castro e Nícholas Vasconcelos
Flávia e o marido, David, no casamento ano passado nos Estados Unidos. (Foto: Arquivo pessoal)Flávia e o marido, David, no casamento ano passado nos Estados Unidos. (Foto: Arquivo pessoal)

A campo-grandense Flávia de Miranda, 30 anos, vive há nove anos nos Estados Unidos e pela primeira vez é testemunha de atentados. Ela mora com o filho de cinco anos e o marido, um americano, em Weymouth, cidade que fica a cerca de 30 minutos de Boston, onde atentados a bomba mataram três pessoas e feriram outras dezenas na tarde desta segunda-feira (15) durante a Maratona da cidade.

“Hoje é o primeiro dia de férias escolares, todos os pais levam os filhos para coisas como esta. Muito triste o que aconteceu”, fala, referindo-se ao evento esportivo alvo dos atentados. A família dela também iria assistir à corrida, mas, na última hora mudaram os planos. “Nós não fomos porque meu marido queria dormir mais”, conta.

A preocupação de Flávia é com clientes que assistiam ao evento e com o amanhã. O marido trabalha no Centro de Boston, bem próximo ao local das explosões e ela em uma agência bancária também na região. Hoje os dois estavam de folga e não sabem se vão poder trabalhar amanhã.

Ela e o marido acompanham pela televisão e pela internet informações sobre a situação, mas, de dentro de casa, ouvem o barulho das ambulâncias levando feridos para hospitais. “Acho que estão levando pessoas para o hospital da minha cidade, pois a cada 20 minutos tem ambulância passando aqui na rua de casa”, revela.

De acordo com ela, universidades e aeroportos estão fechados, hotéis são vistoriados e a orientação das autoridades é para que as pessoas não saiam de casa e não façam ligações telefônicas e se comuniquem por mensagem de texto e pelas redes sociais. Por meio do Facebook, avisou os amigos e familiares que ela, o marido e o filho estão bem.

Segundo a TV americana, a Maratona de Boston é a mais antiga do mundo com 117 anos e considerado um importante evento da costa Leste dos Estados Unidos e este ano era disputada por 113 brasileiros, mas o Itamaraty informou que eles não estão entre as vítimas.

As duas explosões foram quase simultâneas, às 13h45 pelo horário de Mato Grosso do Sul, a primeira em uma loja de artigos esportivos e outra nas arquibancadas da prova. Uma terceira foi detonada na biblioteca Presidencial JFK (John Fitzgerald Kennedy), na mesma cidade e a cinco quilômetros da primeira. As autoridades norte-americanas ainda não informaram a autoria dos atentados.

Nova Iorque e Whashington aumentaram o nível de segurança para evitar possíveis ações terroristas.

Em 2001, uma série de ataques utilizando aviões matou 2.996 pessoas nos Estados Unidos. O alvo principal foi o conjunto de prédios do World Trade Center, em Nova Iorque.

Termina na 4ª feira prazo para adotar cartinha e ajudar Papai Noel dos Correios
Termina na próxima quarta-feira (dia 13) o prazo para quem quiser adotar uma cartinha do projeto Papai Noel dos Correios. Os interessados devem compa...
Câmara de Vereadores entrega meio milhão de reais em emendas parlamentares
A Câmara Municipal de Costa Rica, a 305 quilômetros de Campo Grande, realiza nesta segunda-feira (dia 11) três sessões, duas delas especiais. Às 14h ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions