A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

22/08/2008 18:47

Motorista afirma que acidente foi inevitável na Popular

Redação

Foi liberado há pouco o motorista do caminhão que atropelou e matou duas pessoas na tarde de hoje, na Vila Popular, em Campo Grande.

Durante o depoimento, o condutor do caminhão caçamba, que fazia obras no local, disse que o atropelamento foi uma fatalidade e alegou não ter visto o estudante Bruno Cristaldo Ibanhez, de 18 anos, e o sobrinho dele, Eriel Ibanhez, de 5 anos, que morreram no acidente.

Ainda segundo ele, as vítimas colidiram com a lateral do veículo. O motorista se apresentou à Polícia Civil acompanhado de dois advogados da empresa que trabalha e irá aguardar o processo em liberdade por não possuir antecedentes criminais.

A pedido da família, a Polícia não divulgou o nome dele. O depoimento durou cerca de quatros horas na 7ª DP. Segundo policiais que acompanharam o depoimento, ele estava visivelmente abalado.

Acidente - Conforme relatos de testemunhas, ele chegou a parar e ligar para o Corpo de Bombeiros, mas fugiu após receber orientação da empresa para escapar do flagrante. O acidente ocorreu no cruzamento da avenida José Pereira com a rua Dalila Siqueira, próximo ao pontilhão de entrada para o bairro.

O caminhão envolvido no acidente pertenceria à empresa Cobel, que trabalha nas obras do PAC (Plano de Aceleração do Crescimento) da Vila Popular. 

Mega-Sena acumula e prêmio no sábado pode chegar a R$ 39 milhões
A Mega-Sena mais uma vez ficou sem vencer na noite desta quarta-feira (13) e, assim, acumulou. O prêmio pode subir para R$ 39 milhões no sorteio do p...
Chuva intensa de meteoros terá pico na madrugada de quinta-feira
A chuva de meteoros Geminídeos – uma das mais intensas e brilhantes do ano – vai ocorrer durante a noite de hoje (13) e a madrugada de amanhã (14) e ...
STF tem maioria a favor de delação negociada pela Polícia Federal
O Supremo Tribunal Federal (STF) formou hoje (13) maioria para manter a autorização legal para que a Polícia Federal (PF) possa negociar delações pre...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions