A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

06/09/2013 14:32

Motorista que morreu na BR-163 tinha “histórico de passar mal”, diz polícia

Elverson Cardozo e Aline dos Santos
Com a colisão, ônibus foi parar do outro lado da pista. (Foto: Marcos Ermínio)Com a colisão, ônibus foi parar do outro lado da pista. (Foto: Marcos Ermínio)

A Polícia Civil de Nova Alvorada do Sul, responsável pela perícia do acidente que deixou três mortos e dois feridos, na manhã de hoje (6), na BR-163, vai pedir o histórico de saúde do motorista do motorista do ônibus, uma das vítimas que veio a óbito.

A informação é do delegado Camilo Ketthenhuder Cavalheiro. Há relatos, segundo ele, que o condutor, identificado como Eli Carlos Baz de Souza, 35 anos, tinha “histórico de passar mal” em uma empresa onde já trabalhou, a Cruzeiro do Sul.

Duas hipóteses são consideras: A primeira é que o acidente tenha sido provocado por uma ultrapassagem mal sucedida por parte do motorista do ônibus, como informaram algumas testemunhas, mas isso, na avaliação do delegado, seria pouco provável porque a pista, nos dois sentidos, é larga, tem três faixas e, portanto, daria tempo de realizar uma manobra.

A segunda, disse ele, é possibilidade de Eli Carlos ter passado mal enquanto dirigia. O tacógrafo do veículo que ele conduzia travou em 55 quilômetros km/h no momento do acidente.

Vítimas – Além do motorista do ônibus, a polícia também identificou outras duas vítimas do acidente: Roberto Lopes, 68 anos, que teria morrido. Ele estava na frente, na poltrona 5, ao lado de Ildethy Correa de Oliveira, que foi encaminhada, com vida, à Santa Casa de Campo Grande, segundo informou a assessoria de imprensa do hospital.

A mulher está sendo avaliada na área vermelha, que atende casos de urgência e emergência, junto com outras duas idosas: Anícia Santa Costa, 66 anos, e Otília Bilanin de Jesus, 68. Não há, ainda, informações sobre o estado de saúde delas.

Tragédia mobilizou 4 viaturas do Corpo de Bombeiros, três do Samu, ambulâncias de Nova Alvorada do Sul e uma de Anhanduí. (Foto: Marcos Ermínio)Tragédia mobilizou 4 viaturas do Corpo de Bombeiros, três do Samu, ambulâncias de Nova Alvorada do Sul e uma de Anhanduí. (Foto: Marcos Ermínio)

Colisão – Nesta sexta-feira (6), por volta das 10h, colisão frontal entre um ônibus da empresa Expresso Queiroz e uma carreta deixou pelo menos 2 mortos – o motorista do veículo de viagem em um passageiro - e dois feridos no quilômetro 413 da BR-163, no distrito de Anhanduí, a cerca de 54 quilômetros de Campo Grande, segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal).

O ônibus, que colidiu frontalmente com a carreta, seguia de Campo Grande para Ponta Porã. A frente do veículo ficou destruída. O coletivo foi parar do outro lado da pista, no mato. A tragédia mobilizou quatro viaturas do Corpo de Bombeiros, três do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), uma ambulância de Nova Alvorada do Sul e uma de Anhanduí.

Mortes - O Corpo de Bombeiros fala em três mortes, incluindo, nesta lista, Eli Carlos Baz, o motorista do ônibus, Roberto Lopes, de 68 anos, que estaria na poltrona 5, e Ildethy Correa de Oliveira, de 67 anos, que estaria na 6. A assessoria da Santa Casa de Campo Grande não confirma o óbito da idosa.



que deus conforte os coraçaes desta familia eu julio paulo que já trabalhei nesta empressa carlos era meu amigo deus tem um lugar para ele no reino da gloria
 
julio paulo rangel domingues em 06/09/2013 22:21:42
como a idosa foi para na Santa Casa sendo que o corpo estava no local do acidente no qual eu vi tempos depois do fato acontecidoo?????
 
Amanda Valentim em 06/09/2013 19:28:07
é triste saber q perdemos um companheiro de estrada dessa forma,q descansem em paz todas as vitimas dessa tragedia.
 
jose severinoz em 06/09/2013 18:23:17
é muito triste saber perdemos um companheiro de estrada,q todos descansem na paz do senhor deus nosso pai e pai de todos.
 
jose severino em 06/09/2013 18:17:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions