ACOMPANHE-NOS    
MAIO, DOMINGO  22    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

MP denunciou seis em MS por fraudes de CNHs

Por Redação | 01/08/2008 14:54

Após investigação do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), o MPE (Ministério Público Estadual) protocolou mais duas denúncias contra envolvidos em facilitação para retirada de CNHs. Agora já são seis os denunciados pelo MPE de Mato Grosso do Sul.

Os novos acusados de envolvimento são o despachante Neymax Pereira, de Cassilândia; e o proprietário e instrutor da auto-escola Speed, de Campo Grande, Gerson de Oliveira Souza. Os dois responderão pelo crime de falsidade ideológica e formação de quadrilha.

Segundo o MPE, Neymax Pereira encaminhou para a quadrilha que atuava em São Paulo os documentos de Marcos Carvalho Zanon para renovação de uma CNH, sem que o condutor tivesse se submetido a qualquer exame. Zanon teria pagado a Neymax, que se identificava como Júnior, R$ 1.000,00 para obter o documento.

Já Gerson de Oliveira Souza, segundo a denúncia, associou-se à quadrilha que atuava em São Paulo encaminhando os documentos de Cirtes Neves Barbosa Flores para obtenção de uma CNH, sem que ela precisasse também se submeter a qualquer exame.

Cirtes tentou tirar a carteira de motorista por diversas vezes, mas era sempre reprovada. Até que, conforme a denúncia, Gerson ofereceu a opção de comprar a carteira por R$ 1.800,00.

Também haviam sido denunciados o proprietário da auto-escola Vinícius, Gentil Ferreira, de Sidrolândia, o terceiro sargento da PM (Polícia Militar) Henrique Holland, o ex-instrutor de auto-escola Bento de Souza e o examinador do Detran Jairo de Matos Guedes.

Nos siga no Google Notícias