A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

25/06/2009 16:22

MPE abre 22 inquéritos contra poluição do Córrego Vendas

Redação

O MPE (Ministério Público Estadual) iniciou uma grande ofensiva contra os responsáveis pela degradação e poluição do Córrego Vendas, nos bairros Vendas, Itanhangá Park e Miguel Couto, em Campo Grande.

Com base em 22 notificações feitas pela Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), a promotoria vai instaurar os inquéritos contra empresas e pessoas físicas.

A promotora de Justiça de Defesa do Meio Ambiente, Mara Cristiane Crisóstomo Bravo, já instaurou quatro inquéritos contra as revendedoras e oficinas de veículos e motocicletas.

O objetivo, conforme o edital publicado na edição de hoje do Diário Oficial da Justiça, é averiguar eventual degradação ambiental na micro-bacia do Córrego Vendas, provocada por meio de lançamento de efluentes, com resíduos de solventes, tintas e detergentes.

Sujeira - Todos os empreendimentos e imóveis de pessoas físicas vão ser investigados sobre a existência de licença ambiental. Algumas empresas estariam despejando no córrego a água usada para lavar os carros sem qualquer tratamento.

Com base nas notificações da Semadur, o MPE descobriu a existência de alguns crimes ambientais, como suspensão de vegetação ciliar, construção de prédios dentro de área permanente e lançamento de esgoto sem tratamento.

De acordo com a assessoria da promotoria, o objetivo dos 22 inquéritos é buscar meios para apurar os responsáveis pela degradação e proporcionar alternativas para recuperar toda a micro-bacia do Córrego Vendas.

O córrego nasce atrás da Escola Estadual Hércules Maymone, no Bairro Miguel Couto, e vai até o Córrego Prosa, no cruzamento da Avenida Fernando Corrêa da Costa e a Rua Joaquim Murtinho, no Bairro Itanhangá Park.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions