A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Novembro de 2017

08/06/2009 15:15

MPF notifica Incra por falta de água em assentamento

Redação

O MPF (Ministério Público Federal) notificou o Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) pelo abastecimento irregular de água no assentamento rural São Gabriel, localizado em Corumbá, município que fica a 426 quilômetros de Campo Grande. No local, o sistema de abastecimento de água que custou R$ 400 mil e deveria atender as famílias está inativo.

De acordo com o Ministério Público, o sistema foi construído em 2007, mas apenas um ano após a instalação já começou a apresentar problemas. Em março deste ano, deixou de funcionar completamente, o que fez com que 300 famílias do assentamento sofressem com a falta de água.

Para atenuar o problema, os assentados passaram a utilizar a água de caminhões-pipa e até de um brejo existente no local. Por conta da precariedade das condições em que as famílias do assentamento tem vivido, o MPF, por meio do procurador Carlos Humberto Prola, recomendou ao Incra a correção dos problemas no abastecimento de água.

Durante vistoria realizada pelo MPF no assentamento, ficou constatado que não houve projeto básico nem executivo para a execução da obra; nem qualquer estudo geológico que tratasse da possibilidade de perfuração de novos poços tubulares; não houve estudo de vazão dos poços existentes na propriedade; nem houve acompanhamento da execução da obra por parte dos engenheiros do Incra.

Segundo o Ministério Público, não houve ainda qualquer análise do recebimento da obra por parte do engenheiro do Incra, o que foi feito pelos próprios assentados junto com um técnico do Instituto, que não é engenheiro.

Cerca de cem famílias do local permanecem sem acesso ao sistema de abastecimento de água, de acordo com o MPF. Por conta disso, o Ministério Público quer firmar um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) com o Incra para estabelecer um cronograma com previsão de restabelecimento do sistema e do fornecimento de água para os assentados.

Mega-Sena sorteia bolada de R$ 33 milhões na noite deste sábado
A Mega-Sena pode pagar R$ 33 milhões a quem acertar as seis dezenas do concurso 1.989, que será sorteado nesta sábado (18), a partir das 19h (horário...
Justiça considera ilegal cobrança de taxa de religação de energia em MS
Decisão em primeira instância na Justiça Estadual considerou ilegal a cobrança de taxa de religação da energia em Mato Grosso do Sul. A decisão é de ...
Pesquisa quer saber opinião da população sobre farda de policiais
A PM (Polícia Militar) de Mato Grosso do Sul lançou nesta sexta-feira (17) uma pesquisa para saber a opinião da população sobre o fardamento utilizad...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions