A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

23/02/2012 16:47

MS cumpre meta, mas ainda tem 43 inquéritos sobre mortes sem concluir

Nadyenka Castro

De acordo com o promotor Douglas Oldegardo Cavalheiro dos Santos a maioria das investigações terminou com autoria apontada

Na contramão de números nacionais, Mato Grosso do Sul cumpriu a meta do Governo Federal sobre investigação de assassinatos e tentativas. De acordo com o promotor de Justiça Douglas Oldegardo Cavalheiro dos Santos, em dezembro do ano passado, 92% dos inquéritos relacionados a crimes contra a vida ocorridos até 31/12/2007 já estavam encerrados.

Apesar de o Estado ter alcançado o objetivo imposto pelo Ministério da Justiça, através da Secretaria Nacional de Segurança Pública e da Estratégia Nacional de Segurança Publica, ainda faltam 43 inquéritos para serem concluídos.

Enquanto no Estado só faltava 8% para concluir todos os inquéritos - 1401 ao todo, segundo o promotor - , no País ainda era preciso resolver 20%. Conforme reportagem da Folha de São Paulo, no Brasil, até o último mês de 2011, apenas 28 mil de 143 mil procedimentos tinham sido encerrados.

Douglas Oldegardo esclarece que, mesmo ainda faltando inquéritos para serem concluídos, Mato Grosso do Sul cumpriu a determinação porque a meta “era alcançar 90% até dezembro”. E esse número já mudou. “Até ontem já tinham sido encerrados 97%”, afirma.

Segundo o promotor, a maioria dos inquéritos teve autoria apontada. “Foi mais ou menos 100% maior do que a média”, diz referindo-se às investigações de crimes ocorridos recentemente. “Para nós é mais que positivo”, comemora. Já no País, de acordo com reportagem da Folha de São Paulo, do total de inquéritos concluídos, 80% foi arquivado sem apontar soluções.

Douglas Oldegardo explica que no Estado só foram arquivados inquéritos “sem nenhuma perspectiva de solução”. “É natural que em uma parcela não encontre”, justifica. Para arquivar uma investigação, a Polícia precisa de aval do Ministério Público e da Justiça.

Os 43 inquéritos que ainda faltam para atingir 100% do total podem ser concluídos até abril, quando começa outro objetivo: a investigação de crimes ocorridos até 31/12/2008.



Parabéns à Polícia Civil do nosso Estado. Apesar de mal-compreendida pela população, é ela que se desdobra para atendimento ao público, custódia de presos e ainda dá duro para finalizar seus inquéritos da melhor maneira possível. Mas como tem gente boa e gente ruim para dar sua "opinião", sempre aparece um despeitado ou desinformado para falar abobrinhas...
 
Paulo Alfredo Ocampos em 23/02/2012 08:32:36
Se o objetivo imposto pelo Ministério da Justiça foi alcançado, deve-se muito não só ao MP, mas principalmente as investigações realizadas pela Polícia Civil, pois o Inquérito Policial apesar de ser uma "peça meramente informativa' como muitos gostam de dizer, ele é a base da denúncia. Outra coisa se os policiais civis e militares fossem mais valorizados o resultado seria ainda melhor, isso é fato
 
Giancarlos de Araujo e Silva em 23/02/2012 07:59:47
Em relação ao comentário do leitor João Marcio não poderia deixar de comentar. Uma simples interpretação do texto conclui-se que os crimes ocorridos até 31/12/2008 já estão em fase de investigação e outros tantos já foram concluídos. A matéria diz ".. começa outro objetivo: a investigação de crimes ocorridos até 31/12/2008." quer dizer: os que ainda não foram concluídos terão novo prazo estipulado
 
Giancarlos de Araujo e Silva em 23/02/2012 07:54:37
Vejam bem, segundo o Promotor Douglas Oldegardo Cavalheiro dos Santos, por sinal um excelente Promotor, 92% dos inquéritos relacionados a crimes contra a vida ocorridos até 31/12/2007 estavam encerrados, e que somente a partir de abril é que começarão a investigação de crimes ocorridos até 31/12/2008. Como diria Boris Casoy, “Isto é uma VERGONHA”. A impunidade ainda reina neste Brasil Varonil!
 
João Márcio Escobar em 23/02/2012 06:06:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions