A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

01/05/2017 21:27

MS terá de quantificar pacientes que aguardam cirurgias eletivas pelo SUS

A medida do Ministério da Saúde quer integrar as informações de pacientes por todo o país para criação de fila única no SUS

Adriano Fernandes

O Ministério da Saúde quer criar uma fila única para cirurgias eletivas em todos os estados do país. Os gestores terão 40 dias, contados a partir da última quinta-feira (27), para integrar suas informações aos dos municípios e enviar ao Ministério da Saúde a quantidade de pacientes que aguardam pela realização dos procedimentos.

A resolução que trata do assunto foi aprovada no último dia (27) durante reunião da CIT (Comissão Intergestores Tripartite), em que gestores da União, dos estados e dos municípios proporam políticas de saúde do país.

Ficou decidido ainda que a próxima etapa para unificação da fila é condicionar o repasse do Teto MAC (Limite Financeiro da Média e Alta Complexidade) dos estados e municípios ao envio das informações sobre a demanda por cirurgia eletiva.

A intenção é que a medida dê mais transparência e agilidade ao atendimento dos pacientes, além disso, ao saber a demanda nacional, o governo federal poderá alocar os recursos de forma mais eficiente e equânime.

O Ministério da Saúde também está estimulando a adesão de municípios e estados ao SISREG (Sistema Nacional de Regulação), software disponibilizado às gestões locais e estaduais para regulação de procedimentos diversos, como exames, consultas e cirurgias eletivas.

Atualmente, 2.548 prefeituras e 14 gestões estaduais já utilizam o SISREG para gestão de sua demanda por cirurgias eletivas. A estimativa é de que haja um total de 800.559 cirurgias aguardando realização, sendo a maior demanda na especialidade de traumatologia e ortopedia (182.003), e também para as cirurgias gerais (161.219).

A unificação da fila para cirurgias eletivas é uma iniciativa do Ministério da Saúde em conjunto com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS).

Filas - Cirurgias eletivas são procedimentos realizados por meio de marcação, ou seja, sem caráter de urgência e emergência, para todas as especialidades. Em 2016, foram registradas 1.905.306 cirurgias eletivas com recursos da Média e Alta Complexidade do Ministério da Saúde.

Ministério abre consulta sobre Plano Nacional de Segurança Pública
O Ministério da Segurança Pública lançou hoje (19) uma consulta pública sobre o plano nacional do setor. O documento, intitulado Plano Nacional de Se...
Com 3 chances na semana, amanhã a Mega-Sena pode pagar até R$ 17 milhões
Excepcionalmente nesta semana em que a Mega-Sena terá três sorteios, amanhã (20) a bolada a ser sorteada é de R$ 17 milhões para quem acertar as seis...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions