A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

25/06/2009 16:10

Nelsinho não admite redução de passe para estudantes

Redação

O prefeito Nelsinho Trad (PMDB) reagiu hoje às discussões sobre a possibilidade de reduzir gratuidades no transporte coletivo de Campo Grande, para diminuir a tarifa. Ele garante que, enquanto estiver administrando a cidade, não aceita discutir mudanças na lei do Passe do Estudante para reduzir número de alunos atendidos.

"Trata-se de uma conquista dos nossos jovens e que precisa ser mantida a qualquer custo; em especial quando estamos tratando de uma área onde precisamos dar suporte necessário para o futuro de nossa cidade e este passa pela Educação", argumentou sobre o benefício regulamentado em 2001.

O prefeito admite a possibilidade do fim da gratuidade para outras categorias, mas lembra que essa decisão só pode ser tomada pela Câmara Municipal. "Estamos abertos para o debate franco, transparente e objetivo e somos favoráveis à redução de algumas gratuidades, menos a dos estudantes".

Na avaliação de Nelsinho, trabalhadores que hoje viajam de graça no transporte urbano, "reúnem todas as condições para pagar a tarifa, como fazem milhares de trabalhadores diariamente".

No total, 12 categorias viajam de graça. Além de idosos, portadores de deficiência, estão inseridos carteiros, oficiais de Justiça; fiscais da Agetran, funcionários das empresas do transporte coletivo, policiais militares e até presidentes de Associações de Moradores e de Clubes de Mães.

Nelsinho também garante que nos últimos anos, a prefeitura adotou critérios mais rígidos para a concessão do passe livre, e diz que já caiu o número de fraudes.

Hoje o Passe do Estudante beneficia 53.401 jovens matriculados desde o ensino fundamental até o universitário.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions