A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

07/10/2014 08:55

Novas técnicas e internet viram opção para aluno se sair bem no Enem

Lidiane Kober
Professor deixou de ser o dono da verdade, se aproximou dos alunos e virou um intermediador do conhecimento (Foto: Marcos Ermínio)Professor deixou de ser o "dono da verdade", se aproximou dos alunos e virou um intermediador do conhecimento (Foto: Marcos Ermínio)

De olho em aliviar a maratona do estudante rumo à faculdade, novas técnicas de aprendizagem e a internet se adaptam e viram mais uma ferramenta para enfrentar o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). O próximo desafio, inclusive, já tem data marcada e, com a proximidade dos dias 8 e 9 de novembro, a tensão só aumenta.

No cursinho pré-vestibular Nota 10, a estratégia para amenizar a preocupação é investir na relação aluno/professor e aproximar o conteúdo à realidade do estudante para fixar a aprendizagem. “O professor não é mais o dono da verdade absoluta, mas um facilitador, um intermediador do conhecimento e a estratégia é aproximá-lo do aluno para passar tranquilidade”, disse o André Luiz Caldeira da Rocha, professor coordenador do Nota 10.

Neste sentido, o cursinho oferece plantões de dúvidas, momento em que o estudante tem a oportunidade de sanar dificuldades fora da sala de aula. E as dúvidas não são mais esclarecidas por meio de “decoreba” ou de canções para gravar fórmulas. “A dinâmica evoluiu, o professor não inventa mais músicas para memorizar fórmulas e a estratégia é comparar o conteúdo a situações do cotidiano”, destacou André.

Ao mesmo tempo, o cursinho faz pesquisa e orienta o estudante na hora de escolher onde prestar vestibular. “Com base nos nossos simulados e em parâmetros de aprovados em vestibulares anteriores, sugerimos onde o aluno deve concorrer à vaga para ter mais chances de sucesso”, explicou o professor.

Na reta final, André aconselha a revisar temas de redação (Foto: Marcos Ermínio)Na reta final, André aconselha a revisar temas de redação (Foto: Marcos Ermínio)

Ciente do aumento da tensão com a proximidade do Enem, ele ainda aconselhou os estudantes a revisar os temas de redação, a ficar atentos a resumos de atualidade e refazer pelo menos a prova dos exames dos dois últimos anos.

Internet – Fora os cursinhos, a internet também passou a ser mais aproveitada na hora de se preparar para o vestibular. A Khan Academy (www.khanacademy.org.br), por exemplo, desenvolveu um site gratuito para se estudar matemática. A ferramenta traz 300 mil exercícios, que vão da aritmética ao cálculo, passando por álgebra e geometria.

O diferencial, segundo os idealizadores, é permitir que cada um aprenda no seu próprio ritmo e de maneira personalizada. A partir das habilidades conhecidas ou já dominadas, o site sugere exercícios e caminhos possíveis de aprendizagem para o desenvolvimento daquele estudante em especial.

À medida que o aluno avança, a plataforma registra seu progresso e propõe novos exercícios. O avanço é recompensado com pontos e medalhas. Cada estudante acompanha suas conquistas em um painel de controle, como se acumulasse vitórias e passasse de fase em um videogame.

O aluno pode ainda ser orientado por um tutor, que terá a missão de identificar, em tempo real, onde estão as dificuldades e quais são as melhores formas de intervir com cada estudante, individualmente.

Além da plataforma adaptativa com os 300 mil exercícios de matemática, o site traz quase cinco mil vídeo-aulas sobre as mais variadas disciplinas e assuntos, de biologia à história da arte. Já existem mais de mil vídeos traduzidos para o português, que foram assistidos quase cinco milhões de vezes.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions