A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019

13/11/2018 19:58

Operação apreendeu mais 3.8 mil pneus importados em MS

Nos seis estados onde ocorreu a operação foram aplicadas mais de R$ 4,7 milhões em autuações do Ibama

Adriano Fernandes
Policiais rodoviários federais e agentes do Ibama avaliando pneus (Foto: Divulgação/ Ibama)Policiais rodoviários federais e agentes do Ibama avaliando pneus (Foto: Divulgação/ Ibama)

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) e o Ibama, apreenderam 3.833 pneus, entre usados e importados, nos estabelecimento automobilísticos de Mato Grosso do Sul fiscalizados durante a Operação Gomme, deflagrada nesta terça-feira (13).

Em Campo Grande, cinco lojas foram vistoriadas e outras duas em Dourados, cidade que fica a 233 quilômetros da Capital. Ninguém foi preso, mas a Polícia Federal instaurou inquérito para apurar a procedência dos produtos. 

No Estado, doze fiscais do Ibama e doze agentes da Polícia Rodoviária Federal participam da operação que tem como foco inibir o comércio irregular de pneus usados e importados nas regiões. As fiscalizações tambem foram realizados em SC, PR, SP, MG, e GO. 

Multas milionárias - Tanto a venda quanto o armazenamento destes pneus se trata de crime ambiental, por isso o envolvimento do Ibama na operação. A pena prevista é de 1 a 4 anos de prisão além da multa. 

Para cada pneu importado irregularmente cabe ao responsável pelo seu armazenamento, comércio ou transporte penalidade de R$ 400,00 por unidade. Considerando as 14.197 unidades apreendidas, até às 18h (MS) nos seis estados onde ocorre a operação, totalizou mais de R$ 4,7 milhões o valor das autuações do IBAMA.

Meia-vida - Os pneus usados - denominados "meia-vida" – em geral são importados da Ásia e Europa e chegam ao Brasil por meio do Porto de Santos. Por terem preços mais baixos, são dos tipos mais contrabandeados no país.

A maior parte dos estoques de pneus importados flagrados durante a operação eram pneus específicos para condições de inverno rigoroso ou neve. Estes pneus são adquiridos em países para uso durante o inverno e após o período das nevascas são descartados, mesmo estando com pouco uso e com condições aparentes muito boas.

Na operação também era apurado o descaminho, ou seja, pneus novos importados sem o pagamento de impostos. 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions