A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

06/12/2014 17:42

Operação Brasil Integrado apreende drogas, armas e prende 37 pessoas em MS

Eduardo Penedo

A Operação Brasil Integrado, coordenada pelo Ministério da Justiça deflagrada nesta sexta-feira (5) em todo o Brasil divulgou neste sábado (6) o balaço das ações ocorridas em Mato Grosso do Sul. Foram abordadas 2.280 pessoas e 2.187 veículos; apreendidos 5.500 maços de cigarros contrabandeados, 320 quilos de maconha, 1 quilo de cocaína e derivados, 3 armas, 15 munições e incinerados pela Polícia Civil, uma tonelada e 149 quilos de maconha no município de Costa Rica, droga que foi apreendida no município de Figueirão. Na região Sul do Estado, além de barreiras volantes e bloqueios policiais em pontos estratégicos a fiscalização contou com um helicóptero, que foi cedido ao DOF, através de convênio com a Itaipu. As ações resultaram na prisão em flagrante de 24 pessoas, apreensão de 5 adolescentes e cumprimento de 13 mandados de prisão.

Em Mato Grosso do Sul a operação aconteceu nos 79 municípios do Estado e foi intensificada ao longo da faixa de fronteira, naquelas cidades que fazem divisa com o Brasil e o Paraguai. Na ação foram empregados 1.600 homens e mulheres da Polícia Civil, Polícia Militar, DOF (Departamento de Operações de Fronteira), Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, das agências municipais de trânsito, e a exemplo do restante do Brasil, da Marinha, Exército, Aeronáutica e Receita Federal.

O coordenador da operação no Estado, Mário Martins Ferreira, que é diretor executivo do GGI-FRON, avaliou como positivo o balanço divulgado hoje e disse que as ações policiais de combate e repressão aos crimes continuam em Mato Grosso do Sul. “Nós estaremos atuando ainda com todas as forças integradas em 35 pontos estratégicos do Estado, em ações que não tem data para terminar”, afirmou.

Presente na coletiva em Brasília, o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul, Wantuir Jacini também destaca a importância da integração entre as polícias, que segundo ele resultam em ganhos imensuráveis para a segurança pública e a sociedade. “A integração é um dos pontos que trabalhamos ao longo dos últimos oito anos e os resultados de mais de 550 toneladas de drogas apreendidas, sendo 200 mil toneladas só este ano, quando também foram presas mais de 15 mil pessoas em Mato Grosso do Sul apontam que este é o caminho”, frisou.

Ainda durante a reunião em Brasília, foi elaborada uma carta pelos secretários de Justiça e Segurança Pública dos 27 estados brasileiros, direcionada ao Governo Federal e todos os governadores eleitos, com sugestões para a segurança pública. De acordo com o Ministro da Justiça, o documento será entregue até o próximo dia 15 de dezembro. E em janeiro haverá segundo Cardozo, uma reunião com todos os secretários de Justiça e Segurança Pública e o Ministério da Justiça para discutir todas as ações realizadas nos últimos anos e traçar estratégias para o próximo período, que terá como foco na integração permanente das polícias e forças.

Conselho de Psicologia aprova resolução com regra para atendimento a transexuais
Em meio à polêmica que cerca a iniciativa de psicólogos para derrubar, na Justiça, uma resolução do Conselho Federal de Psicologia (CFP) que proíbe o...
Temer veta projeto sobre negociação coletiva no serviço público
O presidente Michel Temer vetou integralmente o Projeto de Lei nº 3.831/15, aprovado pelo Congresso Nacional, que estabelecia normas para a negociaçã...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions