A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 16 de Janeiro de 2018

17/06/2010 16:50

Pai de jovem ferida em racha quer interferência do MP

Redação

O pai da estudante que ficou em estado grave após ser atingida por um motorista que disputava um racha, Marco Aurélio Duarte, de 47 anos, quer a interferência do Ministério Público no caso.

"Daqui a pouco isso vai acontecer de novo e de novo", desabafa o pai da estudante, que permanece internada em estado grave no CTI (Centro de Terapia Intensiva) da Clínica Campo Grande.

Ele explica que não tomou conhecimento das investigações que são feitas pela Polícia, porque o foco da família agora é a recuperação da filha.

Apesar disso, pede que o Ministério Público interfira no caso para que haja maior fiscalização no trânsito a fim de coibir os abusos.

"Poderiam ter matado uma família inteira", diz o pai sobre os jovens Willian Jhonny de Souza Ferreira, de 25 anos, e Anderson de Souza Moreno, de 19 anos, que disputavam racha na Afonso Pena.

De acordo com a família, o quadro de Mayana de Almeida Duarte, de 23 anos, apesar de grave é estável, e eles esperam que passadas 72h do acidente, ela comece a se recuperar para sair do coma.

As investigações são conduzidas pelo delegado Márcio Custódio, da 1ª Delegacia de Polícia da Capital, que instaurou inquérito na segunda-feira (14) e emitiu ordem de serviço para que sejam localizadas outras testemunhas do acidente, além das três que já foram ouvidas.

Elas foram unânimes em dizer que os motoristas haviam furado dois semáforos da avenida, reforçando a versão de que disputavam um racha.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions