A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2019

24/12/2018 07:28

Para 57%, Lei do Silêncio não deixou Campo Grande “chata”

Anahi Zurutuza
Para 57%, Lei do Silêncio não deixou Campo Grande “chata”

Apesar do resultado apertado, para a maioria, 57%, dos leitores que participaram da enquete desta semana, a Lei do Silêncio não deixou Campo Grande chata. A legislação voltou a ser debatida na semana passada.
De um lado, a busca pelo desenvolvimento por meio do entretenimento noturno, do outro, a rotina de quem quer se ver livre do barulho.

Na Câmara Municipal de Campo Grande se no dia 17, os dois lados da Lei do Silêncio, que prevê limite máximo de decibéis em estabelecimentos da Capital. Para quem vive do entretenimento e da música “45 decibéis é impossível” e a norma vigente pode estagnar a vida noturna da cidade.

A polêmica voltou depois que o TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) acatar pedido do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) e derrubar a lei municipal que estabelecia até 90 decibéis em alguns casos para estabelecimentos noturnos. Com a mudança na legislação, passa a vigorar o previsto pela ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), de 45 decibéis.

O ano está no fim e nesta semana o Campo Grande News não quer sua opinião sobre tema polêmico. Como foi seu 2018? Quais conquistas você teve?

Reflita e responda a nossa enquete. Ela já está no ar!



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions