A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

09/03/2012 19:30

Para Jacini, é preciso análise da realidade do sistema penitenciário

Nadyenka Castro

Secretário de segurança falou que o estudo é preciso para construção do Novo Código Penal Brasileiro

Jacini participou de audiência sobre novo Código Penal em Brasília. (Foto: Floriano Rios)Jacini participou de audiência sobre novo Código Penal em Brasília. (Foto: Floriano Rios)

Em audiência pública nessa quinta-feira no Senado Federal, em Brasília, sobre o Novo Código Penal Brasileiro, o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini disse que a análise da realidade do sistema penitenciário nacional é indispensável para a reforma.

A audiência reuniu representantes dos poderes público, juristas e membros do Consep (Colégio Nacional de Segurança Pública) para debater o tema, que está em fase de elaboração de anteprojeto na Subcomissão Permanente de Segurança Pública.

O representante de Mato Grosso do Sul e presidente do Consesp, Wantuir Jacini, enfatizou que o sistema penitenciário, que representa a etapa final no ciclo da justiça, não está cumprindo o seu objetivo principal que é a ressocialização e reinserção social.

“Por todo o país, presos de alto e baixo potencial ofensivo dividem o mesmo espaço, esta situação favorece o crime organizado, transformando aqueles presos de menor periculosidade em massa de manobra para as facções negativas que atuam nos estabelecimentos penais”, disse.

Segundo Jacini, a comissão do Senado que está tratando do assunto precisa conhecer e analisar o sistema penitenciário nacional em profundidade.

“Só assim teremos êxito para aperfeiçoar o sistema por meio de uma lei substantiva penal”. O secretário de segurança lembrou que atualmente há mais de 500 mil presos em penitenciárias onde caberiam 200 mil.

(Com informações da assessoria de imprensa do governo e da Agência Senado)



Os novos presídios devem ser projetados por profissionais capacitados e que conheçam a realidade prisional para que não se tornem depósito de pessoas, contemplando, assim, a individualização de pena. Normalmente, percebe-se que os profissionais que elaboram o Projeto de construção das Unidades Penais demonstram não conhecer a rotina de funcionamento de um Presídio.
 
Rita Fonseca - Assistente Social - IPCG - AGEPEN em 13/03/2012 09:01:33
O Dr. Wantuir Jacini tem razão ao dizer que é necessário análise do Sistema Penitenciário Nacional. Esta análise mostrará a realidade de cada região e facilitará, portanto, a tomada de decisões compatíveis com cada Estado. Priorizando, também, a individualização de pena dos sentenciados.
 
Elza S. Souza em 13/03/2012 08:53:01
Concordo com o fernando, INCRUSIVE os servidores penitenciário também precisam serem CONTEMPRADOS com uma reciclagem total,na educaçao e em todos os sentidos.
 
luiz carlos em 10/03/2012 11:31:06
o jacini entende tanto de segurança publica quanto eu de cirurgia cardiaca...pergunta pra ele onde foram parar os DOIS helicópteros do Estado que não estão ajudando na segurança pública?? um de sete milhões e o outro que ja gastou mais de 2 milhões e não voa,aquele do "Abadia"!!.Somos o unico Estado da Federação que não possue aviação de segurança pública....pega o pijama e vai pra casa Jacini!!!!
 
marcos martins em 10/03/2012 10:01:02
parabens dr jacini o servidor penitenciario nacional foi contmprado com seu pronunciamento vejo que o senhor esta antenado com a realidade da seguransa naconal fernando anunciaçao fenaspen
 
fernando anunciaçao em 09/03/2012 09:40:00
parabens dr jacine o sitema penitenciario nacional foi contemprado no seu pronunciamento vejo que o senhor realmente esta antenado com a realidade nacional parabens a familia servidor penitenciario do ms esta orgulhosa em telo como responsaveu da pasta
 
fernando anunciaçao em 09/03/2012 09:32:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions