ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  21    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Para produtores, frigorífico já planejava "golpe"

Por Redação | 11/09/2008 18:56

Produtores rurais que negociaram venda de gado com o frigorífico Campo Oeste, que fechou as portas na última quinta-feira, afirmaram hoje em reunião realizada na Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), que foram vítimas de um golpe.

Pelos cálculos da Federação, os prejuízos causados aos produtores pelo frigorífico são estimados em R$ 12 milhões só com venda de gados. Os produtores alegam que chegaram a recorrera a instituições financeiras e bancos para obterem informações sobre a vida financeira da empresa antes de efetuarem as vendas.

Para a categoria, o golpe vinha sendo preparado a tempos com a conivência de algumas agências bancárias. Durante a reunião foi apresentada a cópia da carta que o frigorífico encaminhou para o banco Bradesco solicitando a sustação de 49 cheques, só no mês de agosto, por quebra de acordo comercial.

Segundo o advogado e assessor jurídico da FAMASUL, Gervásio de Oliveira Júnior, a evidência de conivência bancária das instituições financeiras e bancos é muito forte.

Nos siga no Google Notícias