A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

23/04/2014 10:33

Para registrar todos bebês nascidos, 28 cidades ganham investimentos

Aliny Mary Dias e Leonardo Rocha

Com o objetivo de acabar com a situação de bebês nascidos e não registrados logo no início da vida, o Governo Estadual, Federal e cartórios darão início a uma força-tarefa em 28 cidades de Mato Grosso do Sul.

Para reforçar as ações, kits com computadores, impressoras, cadeiras e armários, adquiridos com recursos do Governo Federal, R$ 369 mil, e do Governo Estadual, R$ 42 mil, serão repassados para maternidades e centros hospitalares dos municípios.

A secretária da Setas (Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social), Tânia Garib, explica que foram selecionadas cidades que realizada mais de 300 partos por mês. O objetivo é registrar as crianças logo após o nascimento, dentro das unidades de saúde.

Um dos focos das ações são as comunidades indígenas os 1,5 mil quilômetros de fronteira.

Yrama Barbosa de Barros é coordenadora do projeto e superintendente de política de direitos humanos da secretaria. Ela conta que o projeto foi inspirado em Pernambuco e houve a assinatura de um termo de cooperação para que o sistema fosse cedido ao Mato Grosso do Sul. “Nenhuma criança vai sair sem certidão de nascimento dos hospitais”, afirma.

Para o governador André Puccinelli (PMDB), as novas medidas serão informadas a população para que todos saibam da facilidade.

“É importante que não se tenha um subregistro de nascimento no estado, pois essas pessoas passam por muitas dificuldades depois. Educação e conhecimento são marcas para desenvolvimento da população. além disso, iremos fazer conscientização para que essa informação seja disseminada e possa chegar nas cidades mais pobres e diminuir o número de pessoas sem identificação”, completa.

Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
Acordo entre poupadores e bancos vai beneficiar 30% dos que entraram na Justiça
Das 10 milhões de pessoas que entraram na Justiça por perdas no rendimento de cadernetas de poupança, apenas cerca de 3 milhões serão beneficiadas, s...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions