A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

20/01/2009 11:30

Parte da Ernesto Geisel interditada perto do Guanandizão

Redação

O cenário de destruição depois da chuva do fim de semana assusta e ameaça a segurança da população de Campo Grande. Margens do Rio Ananhanduí e do Córrego Desbarrancado cederam. Em alguns pontos, a erosão já atingiu o asfalto.

Localizado na Avenida Ernesto Geisel, o Rio Anhanduí foi o maior prejudicado. A chuva desbarrancou a margem na altura do Ginásio Guanandizão e tomou parte do asfalto.

Parte da pista está interditada para quem vai do Centro ao Bairro Aero Rancho. Para sinalizar a interrupção da via, manilhas foram colocadas na avenida.

Paulo Roberto Rojas, 23 anos, trabalha há quatro anos em um estabelecimento na Avenida Ernesto Geisel. Ele afirma que a erosão piorou com o início da obra de contenção de enchente.

No local, há uma placa da obra e manilhas, no entanto, foram encontrados operários. Rojas afirma que o serviço está parado.

Do outro lado da avenida, a chuva também causou estragos, porém, com impacto menor. Rojas destaca que a retirada de árvores da margem do rio causou a erosão.

Em outro ponto da avenida, perto do HR (Hospital Regional), o problema é diferente. A ponte que liga as duas margens do rio está bastante danificada e, em alguns lugares, a proteção caiu.

Dilma Gonçalves, 46 anos, mora no Bairro Aero Rancho e reclama da dificuldade na hora de fazer a travessia com um carrinho de bebê. "Sem proteção, à noite fica ainda mais perigoso".

Virou rotina

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions