A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

09/04/2010 12:17

PC cogita legítima defesa em homicídio no Santa Mônica

Redação

Policiais da 7ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande cogitam legítima defesa para o homicídio de Alex dos Reis Cruz, 29 anos, ocorrido ontem à noite na rua Janete Clair, no bairro Santa Mônica. William da Silva Simões, 39 anos, é apontado como o autor dos disparos e teria cometido o crime para proteger a enteada Viviane da Silva Bizerra, de 26 anos, ex-mulher da vítima.

Anteontem, Viviane entrou em contato com a polícia e informou que Alex não parava de passar com a moto na frente da casa em que estava, de propriedade de uma amiga dela. Ele portava uma arma.

Quando a polícia se deslocou até a residência em que Viviane estava, Alex já tinha parado de passar em frente à casa e por isso os policiais não conseguiram localizá-lo. Só que as ameaças continuaram através de ligações, que foram presenciadas por agentes do 7º DP (Distrito Policial).

No entanto, ontem à tarde, Viviane foi até o 7º DP na companhia do filho de 9 anos, fruto de seu relacionamento com Alex. Na delegacia, o menino informou à polícia o paradeiro do pai, com base na última visita à casa dele.

Na rua Uirapuru, bairro Novo Paraná, a polícia ficou de prontidão até às 23h de ontem. Só que justamente neste momento, Alex foi armado até a casa de Viviane com o objetivo de matá-la e passou a brigar com William, padrasto da jovem, que, de posse de uma arma atirou e matou Alex.

Segundo a polícia, Alex foi até o local na companhia de um rapaz identificado como "Cheiro". Após o crime, "Cheiro" se apoderou da arma da vítima e saiu do lugar na moto da vítima, uma Fan, de cor prata, placas HTB-7460.

"Cheiro" retornou à rua Janete Clair e foi preso e encaminhado à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), já que possui passagem na polícia por crime de homicídio.

William já entrou em contato com a polícia e deverá se apresentar nas próximas horas, munido da arma usada no crime. A polícia trabalha com a hipótese de legítima defesa, pois alega que Alex estava totalmente transtornado quando foi procurar Viviane em sua casa. Temendo ser morto, William atirou nele para proteger a si e também sua família.

Alex já havia sido preso suspeito de atirar em Viviane e no irmão dela, Washington da Silva Bizerra, de 24 anos, em crime ocorrido no dia 28 de março no bairro Zé Pereira. Ele desferiu quatro tiros contra os irmãos e depois fugiu em uma moto Fan.

Depois de balear os dois irmãos, Alex foi preso. Viviane foi atingida perto do peito e em uma das mãos. Já o irmão Washington foi baleado na perna direita e em uma das coxas.

Mega-Sena acumula de novo e prêmio estimado sobe para R$ 43,5 milhões
Mais uma vez a Mega-Sena ficou sem vencedor na faixa principal e, com isso, a premiação acumulou e pode chegar a R$ 43,5 milhões no próximo concurso,...
Mega-Sena pode pagar R$ 39 milhões no sorteio deste sábado
A Mega-Sena deste sábado (16), que está acumulada, pode pagar R$ 39 milhões para quem acertar os seis números. O concurso 1.997 ocorre às 20 horas, h...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions